AUXÍLIO BRASIL: Senado aprova a concessão do EMPRÉSTIMO CONSIGNADO; veja como solicitar

O Senado Federal aprovou a Medida Provisória (MP) que permite a concessão de empréstimo consignado a beneficiários de programas de transferência de renda. Assim, contempla aqueles que recebem o Auxílio Brasil e o Benefício de Prestação Continuada (BPC).

publicidade
AUXÍLIO BRASIL: Senado aprova a concessão do EMPRÉSTIMO CONSIGNADO; veja como solicitar
AUXÍLIO BRASIL: Senado aprova a concessão do EMPRÉSTIMO CONSIGNADO; veja como solicitar (Imagem: Montagem/FDR)

Com a extensão do empréstimo consignado, os beneficiários do Auxílio Brasil, assim como de outros programas, permitirão à União descontar o pagamento diretamente no benefício. Assim, os valores cobrados mensalmente, referente a empréstimos serão descontados automaticamente.

A votação no Senado aconteceu na última quinta-feira (7), após pedido do relator, o senador Davi Alcolumbre (União-AP). Segundo ele, a medida é de extrema importância dada a situação econômica do povo brasileiro.

publicidade

Assim como apresentado na argumentação da MP, o senador afirma que é necessário disponibilizar linha de crédito às famílias em situação de vulnerabilidade social. Segundo ele, esses possuem menos acesso a empréstimos.

O intuito é que o valor possa ser usado pelas famílias em situação de vulnerabilidade social em caso de extrema necessidade. A estimativa do governo é que o acesso ao crédito injete na economia brasileira cerca de R$ 77 bilhões.

Valor do empréstimo consignado do Auxílio Brasil

De acordo com a MP aprovada pelo Senado, o limite do empréstimo consignado para os beneficiários de programas de transferência de renda será de 40%. Assim, os beneficiários poderão comprometer até 40% do valor recebido no programa.

Além de estender o empréstimo consignado a MP também amplia a margem de crédito para 45% para aposentados e pensionistas do INSS. Desse total, 35% poderão ser comprometidos com empréstimos, financiamentos e arrendamentos mercantis. Os outros 10% serão divididos em:

  • 5% para operações (de saques ou despesas) contraídas por meio de cartão de crédito consignado;
  • 5% para gastos com o chamado cartão de benefícios.

As demais categorias também terão direito a ampliação da margem de crédito passando de 35% para 40%. Nesses casos, é previsto a reserva de 5% para pagamento de empréstimos por meio de cartão de crédito consignado.

Clique aqui e aperte o botão "Seguir" para você ser o primeiro a receber as últimas informações sobre este assunto no seu celular!

publicidade

Como se trata de uma MP, a proposta está em vigor desde que foi editado pelo poder Executivo, no mês de março deste ano. O texto já foi aprovado pela Câmara dos Deputados e agora segue para sanção presidencial.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Glaucia Alves
Gláucia Alves é formada em Letras-Inglês pela Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE). Atuou na área acadêmica durante 8 anos. Em 2020 começou a trabalhar como corretora de redação. Atualmente, trabalha na equipe do portal FDR, produzindo conteúdo sobre economia e direitos da população brasileira, onde já acumula anos de pesquisa e experiência. Além de realizar consultoria de redação on-line.