Número de celulares roubados por hora no Brasil é surpreendente

Ter o celular roubado é um dos maiores medos da população nos dias de hoje, e isto não é para menos. No último ano, a cada hora foram furtados ou roubados 97 aparelhos celulares no Brasil. Esta estatística é do Fórum Brasileiro de Segurança Pública e foi divulgada nesta terça, 28. 

publicidade

Considerado apenas o ano de 2021, 2.321 celulares foram roubados todos os dias. Juntando todos os casos registrados, 847.313 aparelhos foram levados durante o período citado, quantidade que representa 21.390 equipamentos a mais quando comparamos com 2020.

As grandes cidades respondem por grande das ocorrências. Outro ponto de atenção citado pelas autoridades é que os celulares geralmente possuem dados bancários do proprietário, o que pode aumentar os prejuízos.

São Paulo na liderança de casos

Na capital São Paulo, somente em 2021, foram contabilizados 289.461 roubos e furtos, fazendo com que a cidade ficasse no 1º lugar do ranking de crimes do segmento. 

publicidade

Um levantamento apresentado pelo Anuário de Segurança Pública, mostrou que o índice responde por 34% de todos os crimes do tipo no Brasil. Como dito acima, as autoridades se preocupam com a questão dos dados pessoais e bancários que os donos deixam em seus celulares.

O presidente do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, Renato Sérgio disse ao Mundo Conectado que “Na prática, o sentimento de medo explodiu. Antes, o valor do prejuízo estava ligado apenas ao aparelho. Isso mudou, porque os criminosos conseguem acessar o conteúdo do celular. E a vida da gente está ali, com emails e até dados bancários. Com o PIX, o tamanho do prejuízo passou a ser gigantesco”.

Mesmo que os números registrados no ano passado não sejam animadores, eles foram ainda mais elevados anteriormente. A queda nos números pode ser atribuída ao começo da pandemia do coronavírus e o isolamento social.

Renato disse ainda que “O crime de furto e roubo está ligado à própria lógica do crime de oportunidade, com circulação maior das pessoas pelas ruas. Como as pessoas voltaram a circular, a tendência é que esse tipo de crime volte a aumentar”.

Os principais motivos que fazem com que os bandidos tenham acesso aos seus apps e dados são senhas fáceis como data de aniversário. O ladrão pode procurar dados como este no próprio celular da vítima.

Clique aqui e aperte o botão "Seguir" para você ser o primeiro a receber as últimas informações sobre este assunto no seu celular!

Combinações fáceis também são muitos usadas. Segundo um levantamento feito pela empresa de segurança Nordpass mostrou que a senha “123456” é a mais comum usada do mundo todo.

publicidade

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Paulo Amorim
Paulo Henrique Oliveira é formado em Jornalismo pela Universidade Mogi das Cruzes e em Rádio e TV pela Universidade Bandeirante de São Paulo. Atua como redator do portal FDR, onde já cumula vasta experiência e pesquisas, produzindo matérias sobre economia, finanças e investimentos.