Vestibular 2023: Fuvest terá novidades; descubra

Três mudanças foram aprovadas para o vestibular 2023 da Universidade de São Paulo (USP). As alterações serão aplicadas apenas aos candidatos através da Fuvest, o Sistema de Seleção Unificada não deve sofrer mudanças. Confira o que muda a partir do próximo ano.

publicidade
Vestibular 2023: Fuvest terá novidades; descubra
Vestibular 2023: Fuvest terá novidades; descubra (Imagem: FDR)

No último dia 23 de junho o Conselho de Graduação da USP aprovou três mudanças para o vestibular 2023 uma delas busca aumentar o número de estudantes da rede pública no ensino superior. As alterações não serão aplicadas ao SiSU, afinal, até porque ele é gerido pelo Ministério da Educação.

Mudanças no vestibular 2023 da USP

  1. Alterações na forma de classificação dos aprovados;
  2. Implementação de uma comissão de verificação da autodeclaração dos candidatos concorrentes às vagas destinadas a pretos, pardos e indígenas;
  3. Obrigatoriedade da apresentação do comprovante do esquema vacinal completo e doses de reforço para os calouros.

“A inclusão social e as políticas de permanência estudantil são duas metas que fazem parte de nosso programa de gestão à frente da Reitoria… Um primeiro passo nesse sentido foi a criação da Pró-Reitoria de Inclusão e Pertencimento e, agora, a implementação de mudanças no vestibular para aperfeiçoar o processo e definir conceitos”, afirmou o reitor da USP, Carlos Gilberto Carlotti Junior.

publicidade

Na seleção para o próximo ano, que terá 8.230 vagastodos os candidatos concorrerão, primeiramente, às vagas destinadas à Ampla Concorrência (AC). 

Caso os estudantes se encaixem nos critérios de renda ou de egressos da escola pública, poderão escolher as vagas destinadas às seguintes ações afirmativa:

Política de Ação Afirmativa Escola Pública (EP) ou à Política de Ação Afirmativa Pretos, Pardos e Indígenas (PPI).

“Isso significa que, em 2023, provavelmente teremos um número maior de ingressantes egressos da escola pública e autodeclarados pretos, pardos e indígenas, pois também concorrerão às vagas destinadas à AC, assim como os candidatos autodeclarados pretos, pardos e indígenas também concorrerão às vagas destinadas à EP. A mudança aprimora a política de ações afirmativas da USP ao pretender uma configuração do corpo discente mais próxima da realidade social brasileira”, explica o pró-reitor adjunto de Graduação, Marcos Garcia Neira.

Lembrando que os candidatos através da Política de Ação Afirmativa Pretos, Pardos e Indígenas (PPI) passarão pela comissão de verificação.

Clique aqui e aperte o botão "Seguir" para você ser o primeiro a receber as últimas informações sobre este assunto no seu celular!

Para saber mais sobre vagas de emprego, vestibulares e cursos, acompanhe a editoria de Carreiras do FDR.

publicidade

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Jamille Novaes
Jamille Pereira Novaes é graduada em Letras Vernáculas pela Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB), pós-graduada em Gestão da Educação pelo Centro Universitário Maurício de Nassau (UNINASSAU). Como professora de Língua Portuguesa, já atuou no ensino fundamental I e II. Atualmente, trabalha como professora de Língua Portuguesa no ensino técnico e redatora da editoria de carreiras do portal FDR. Jamille utiliza sua experiência na área da educação para cobrir notícias sobre cursos, vestibulares, empregos e concursos.