Vai começar a investir? Estes cuidados podem fazer total diferença para seu dinheiro

Investidores iniciantes precisam tomar cuidado redobrado na hora de começar a aplicar os seus recursos. Isso porque o mundo dos investimentos pode ser bem complexo e esconder riscos e oportunidades que não se revelam no começo. Para entender que cuidados precisam ser tomados por quem deseja começar a investir, confira as dicas dos especialistas da Komatu Gestora de Recursos a seguir.

publicidade

Informação é essencial

Para Gabriel Komatu, co-fundador da Komatu Gestora de Recursos, a principal causa de problemas financeiros entre os investidores iniciantes é a falta de conhecimento.

“A primeira recomendação é se informar antes de fazer qualquer aplicação monetária. Hoje, existem diversos conteúdos disponíveis na internet, como artigos e vídeos que ensinam desde o básico até o mais complexo. Após adquirir conhecimento no assunto, é importante tirar todas as suas dúvidas, mesmo que elas pareçam bobas, porque é importante sentir-se seguro”, comenta.

Medir riscos

Para o administrador de empresas, é importante que o investidor iniciante saiba quais os riscos de cada aplicação em que pretende se aventurar. No início, é recomendável aplicar seus recursos em investimentos de menor risco, dada a inexperiência e menor capacidade de resistir a perdas.

publicidade

“Não é aconselhável dar passos maiores do que a perna ou arriscar patrimônio em ativos que não se está familiarizado. É importante saber exatamente como o investimento irá acontecer antes de, efetivamente, começar a investir”, alerta Gabriel.

Escolha a instituição ideal

Já Isabela Komatu, CEO e também co-fundadora da Komatu Gestão de Recursos, adverte que é preciso pesquisar bem antes de escolher um banco ou corretora para começar a investir.

“É sempre importante checar se o banco ou a corretora está devidamente credenciado a funcionar perante os órgãos regulatórios. Em paralelo, busque uma plataforma que converse com os seus objetivos e ideais.”

É importante diversificar

Isabela esclarece que algumas instituições são mais inovadoras, enquanto outras são mais modernas. Nesse sentido, tão importante quanto diversificar a carteira é diversificar as instituições escolhidas.

“É válido ter em mente que não é preciso se limitar a apenas um banco ou corretora pelo resto da vida. O ideal é diversificar e, caso o interessado não esteja satisfeito com a gestão, pode mudar”, relata.

Fundos de investimento

Para quem não tem muito tempo para acompanhar a sua carteira e fazer decisões de investimentos, os fundos podem ser uma boa opção.  “Nesse caso, é comum delegar a gestão para profissionais habilitados. Muitas vezes, existe mais de um fundo em sua carteira,  justamente por conta de cada um deles ter um mandato único”, esclarece Isabela.

publicidade

Gestoras de investimento

Outra excelente opção apontada pela executiva são as gestoras de investimento, como a própria Komatu. Entre os seus diferenciais, estão o menor custo e a menor transparência, se comparadas a outras instituições.

Clique aqui e aperte o botão "Seguir" para você ser o primeiro a receber as últimas informações sobre este assunto no seu celular!

“A gestora se remunera através de taxas de gestão e de performance, sempre de forma clara, objetiva e transparente. Além disso, é possível acompanhar a evolução dos investimentos da melhor forma possível”, conclui.

publicidade

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Amaury Nogueira
Amaury da Silva Nogueira é bacharelando em Letras/Edição pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Apaixonado pelo universo da escrita, atua há dois anos como redator e realiza pesquisas sobre história da edição no Brasil. Além disso, atualmente pesquisa também sobre direitos e benefícios sociais para agregar conhecimento na redação do portal de notícias FDR.