Polícia de SP vai usar Mercedes especial para atuar contra o crime; confira o valor do carro

A Polícia Civil de São Paulo está utilizando um novo veículo considerado de luxo. O Mercedes GLE Couplé 400 foi apreendido em uma operação que resultou na prisão de um traficante e ganhou uma nova roupagem. Foi retirado da SUV Coupé os cromados de sua versão e grande parte de sua carroceria foi filmada de preto, enquanto as portas mantiveram o branco para dicar parecido com as viaturas dos Estados Unidos. 

publicidade

O veículo possui um motor V6 3.0 biturbo de 333 cv e 49 kgfm de torque, características  gerenciados por um câmbio automático de nove marchas e que são despachados para o piso através do sistema de tração integral.

Este é um veículo que possui um desempenho absurdamente superior aos outros carros e utilitários usados pela Polícia Civil de São Paulo. O carro demora 5,9 segundos para ir de zero a 100 km/h, podendo alcançar a velocidade máxima de 249 km/h, pesando  2,2 toneladas.

O ano de fabricação do carro não foi divulgado, no entanto um GLE 400 Coupé 2019, custa R$ 509 mil. Com este valor daria para a polícia adquirir algumas viaturas normais.

publicidade

Uso da Mercedes 

O carro será usado pelo Departamento Estadual de Prevenção e Repressão ao Narcotráfico (Denarc) e não foi o único carro apreendido. Foram disponibilizados  ainda para o governo um avião Cessna Caravan e helicóptero Helibras Esquilo.

“É um dia muito especial. Simbolicamente, a gente mostra que o crime não compensa em São Paulo com a captura de bens de traficantes. Isso é muito pedagógico para a população. O Estado democrático precisa agir no combate ao crime e na repressão, mas também na prevenção”, disse o governador Rodrigo Garcia.

Através de decisões recentes, a Justiça autorizou o Governo do Estado de São Paulo a utilizar os dois helicópteros, o avião Cessna e o automóvel de luxo apreendidos de bandidos.

As aeronaves que eram usadas por traficantes agora darão apoio a operações de combate às drogas e ao crime organizado, além de fazer o transporte de órgãos para transplante. Considerando as três aeronaves, elas já somam mais de 20 horas de voo em operações policiais.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Clique aqui e aperte o botão "Seguir" para você ser o primeiro a receber as últimas informações sobre este assunto no seu celular!

Paulo Amorim
Paulo Henrique Oliveira é formado em Jornalismo pela Universidade Mogi das Cruzes e em Rádio e TV pela Universidade Bandeirante de São Paulo. Atua como redator do portal FDR, onde já cumula vasta experiência e pesquisas, produzindo matérias sobre economia, finanças e investimentos.