Brasileiros esquecem de resgatar prêmios de loterias e números surpreendem; confira

Nos últimos sete anos, os brasileiros deixaram de pegar cerca de R$2,5 bilhões em prêmios de loterias da Caixa Econômica, uma media de R$359 milhões por ano, de acordo com dados do banco. 

O montante mais alto que deixou de ser resgatado foi registrado em 2021, R$587 milhões, quase o dobro do que não foi resgatado em anos passados, valores que variaram entre R$ 301 milhões em 2015 a R$ 332 milhões em 2018.

De acordo com as regras da legislação, o vencedor de qualquer prêmio de qualquer loteria da Caixa tem um prazo de até 90 dias para resgatar. Caso o resgate não seja feito, o dinheiro é repassado ao Fies (Fundo de Financiamento Estudantil).

Rendimentos perdidos 

O montante de R$ 2,513656 bilhões em prêmios que não foram retirados pelos vencedores entre os anos 2015 e 2021 renderia R$ 320 milhões por ano caso fossem aplicados no Tesouro Selic com a atual taxa de juros, de 12,75% ao ano.

No caso da Poupança, que ainda é a aplicação mais popular entre os brasileiros, o valor renderia R$ 155 milhões por ano (rendimento de 6,17% ao ano, contando o 0,5% ao mês acrescido da Taxa Referencial).

Pensando em compras, este montante perdido seria o suficiente para comprar 3 exemplares do veículo mais valioso do mundo, que é uma Mercedes-Benz 300 SLR Uhlenhaut Coupé de 1955.

Situação atual 

O patamar de valores esquecidos este ano permanece alto. Apenas nos quatro primeiros meses de 2022, cerca de R$108 milhões em prêmios de loterias não foram retirados pelos vendedores, o que dá uma média de R$ 27,1 milhões por mês.

A média anual de 2022 estava em R$ 22 milhões por mês, porém,  só em abril deixaram de ser resgatados R$ 42,2 milhões.

Loteria

Loteria é uma forma de jogo que envolve o sorteio de números aleatoriamente para um prêmio. Alguns governos proíbem as loterias, enquanto outros as endossam ao ponto de organizar uma loteria nacional ou estadual. É comum encontrar algum grau de regulamentação da loteria por parte dos governos.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Paulo Amorim
Paulo Henrique Oliveira é formado em Jornalismo pela Universidade Mogi das Cruzes e em Rádio e TV pela Universidade Bandeirante de São Paulo. Atua como redator do portal FDR, onde já cumula vasta experiência e pesquisas, produzindo matérias sobre economia, finanças e investimentos.