Motoristas e cobradores de ônibus entram de greve em São Paulo

Greve de motoristas e cobradores de ônibus em São Paulo. A situação ocorre após divergências referentes ao aumento salarial proposto pela SPTrans. A paralisação ocorre durante esta terça-feira (14) e por essa razão, a prefeitura de SP optou por suspender o rodízio municipal de veículos, que retorna na quarta (15).

Paralisação de ônibus em São Paulo

Nesta manhã, a circulação de carros nas faixas e corredores de ônibus foi liberada pela CET durante a manhã e deve ser reavaliada para a tarde.

A paralisação dos motoristas e cobradores já passou a valer durante a madrugada, quando apenas 46 das 150 linhas operaram.

Por meio de nota, a SPTrans relatou que o sindicato não cumpriu a determinação da Justiça, de manter 80% da frota no horário de pico. Por isso, a empresa irá cobrar a autuação de uma multa diária de R$ 50 mil.

Do lado do sindicato, a motivação da paralisação é a busca pelo reajuste de 12,47% valendo a partir do mês de maio. Enquanto a proposta da empresa é de que o ajuste passe a valer somente em outubro.

Outra reivindicação da categoria é o reajuste também do vale-refeição, além da Participação nos Lucros e Resultados (PLR).

Funcionamento do serviço

Algumas mudanças foram feitas no funcionamento das linhas que seguem atendendo a população com frota reduzida.  

No Terminal Campo Limpo, 12 linhas foram estendidas até a Vila Sônia para que os passageiros possam fazer integração com a linha de metrô.

Passageiros que utilizam de linhas que vão até o Terminal Vila Nova Cachoeirinha podem por conta da paralisação desembarcar no Metrô Barra Funda.

A greve desta terça-feira (14) está paralisando os serviços de 15 linhas, sendo elas:

  • Santa Brígida (Zona Norte);
  • Gato Preto (Zona Norte);
  • Sambaíba (Zona Norte);
  • Express (Zona Leste);
  • Viação Metrópole (Zona Leste);
  • Ambiental (Zona Leste);
  • Via Sudeste (Zona Sudeste);
  • Campo Belo (Zona Sul);
  • Viação Grajaú (Zona Sul);
  • Gatusa (Zona Sul);
  • KBPX (Zona Sul);
  • MobiBrasil (Zona Sul);
  • Viação Metrópole (Zona Sul);
  • Transppass (Zona Oeste);
  •  Preto (Zona Oeste).

É importante que a população esteja ciente de vias alternativas que possam ser adotadas como opção de deslocamento no dia de hoje para que se evitem maiores transtornos. Entre as empresas que estão operando normalmente estão os ônibus do Grupo Local de Distribuição, sendo elas: 

  • Norte Buss (Zona Norte)
  • Spencer (Zona Norte)
  • Transunião (Zona Leste)
  • UPBUS (Zona Leste)
  • Pêssego (Zona Leste)
  • Allibus (Zona Leste)
  • Transunião (Zona Sudeste)
  • MoveBuss (Zona Leste)
  • A2 Transportes (Zona Sul)
  • Transwolff (Zona Sul)
  • Transcap (Zona Oeste)
  • Alfa Rodobus (Zona Oeste)

*Contém informações do g1

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Hannah Aragão
Hannah Aragão é graduanda em jornalismo pela Universidade Federal de Pernambuco, a UFPE. Atuou em diversas áreas da comunicação, passando por assessoria, endo marketing, comunicação estratégica e jornalismo impresso. Atualmente, se dedica ao jornalismo online na produção de matérias para o portal FDR.