País começa a testar semana de trabalho com 4 dias

Mais um experimento deve ser feito para analisar a redução da carga horária semanal. O Reino Unido vai testar semana de trabalho com 4 dias uteis durante seis meses.

País começa a testar semana de trabalho com 4 dias
País começa a testar semana de trabalho com 4 dias (Imagem: Montagem/FDR)

O Reino Unido vai fazer um teste que pode impactar o atual sistema de trabalho mundial que tem tradicionalmente cinco dias.

Durante o período de seis meses, 3.300 funcionários de 70 empresas terão a jornada de trabalho reduzida para 80%.

Mas, esses funcionários permanecerão com a mesma remuneração atual.

Parece existir uma tendência de redução da carga horária de trabalho em diversas empresas, fazendo com que os funcionários ganhem um dia a mais de folga, além do sábado e domingo.

Experimento no Reino Unido

Durante seis meses 3.300 funcionários de 70 empresas de diversos segmentos como cervejarias, lanchonetes e de empresas de serviços financeiros, terão um dia a menos de trabalho.

Isso equivale a uma redução de 20% na carga horária.

Para fazer o levantamento dos dados, esse experimento vai ser acompanhado dos pesquisadores de instituições de ensino bastante renomadas:

Universidade de Cambridge, Universidade de Oxford e do Boston College.

E terá parceria com as ONGs 4 Day Week Global e 4 Day Week UK Campaign e o think tank Authority.

A ideia é analisar os impactos dessa redução tanto dentro da empresa em si quanto para os colaboradores; nesse sentido, durante esses seis meses o salário atual dos trabalhadores será mantido.

Redução da jornada de trabalho no Brasil

Essa diminuição dos dias trabalhados parece algo distante do nosso país.

No entanto, no início desse ano, a agência gaúcha de comunicação, Shoot, adotou a semana de trabalho com 4 dias e seis horas diárias.

Tudo isso sem redução dos ganhos mensais dos funcionários, o que acabou sendo muito bem recebido pelos 11 empregados.

Outro exemplo de empresa brasileira que diminuiu o tempo de trabalho foi a NovaHaus.

A empresa de tecnologia de Franca testa até o mês de novembro as folgas às quartas-feiras.

Além de manter a remuneração original, a empresa incentiva o descanso no meio da semana com um vale de R$ 400.

O valor é para os funcionários utilizarem em aplicativos de música, filmes, livrarias, cinemas, teatros e shows.

Para saber mais sobre vagas de emprego, vestibulares e cursos, acompanhe a editoria de Carreiras do FDR.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Jamille Novaes
Jamille Pereira Novaes é graduada em Letras Vernáculas pela Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB), pós-graduada em Gestão da Educação pelo Centro Universitário Maurício de Nassau (UNINASSAU). Como professora de Língua Portuguesa, já atuou no ensino fundamental I e II. Atualmente, trabalha como professora de Língua Portuguesa no ensino técnico e redatora da editoria de carreiras do portal FDR. Jamille utiliza sua experiência na área da educação para cobrir notícias sobre cursos, vestibulares, empregos e concursos.