Auxílio Brasil: aumentar o valor da mensalidade é possível e mostramos como

Pontos-chave
  • Auxílio Brasil pode ter novo valor em junho;
  • Segurados devem entrar nos abonos complementares;
  • Veja como atualizar os dados no Cadastro Único.

Auxílio Brasil em junho pode chegar ao valor de até R$ 600. No próximo dia 17, o Governo Federal estará pagamento mais uma mensalidade do seu projeto social. A previsão é de que cerca de 18 milhões de cidadãos sejam contemplados. Abaixo, veja o que fazer para aumentar o valor do seu salário social.

Auxílio Brasil: aumentar o valor da mensalidade é possível e mostramos como (Imagem: FDR)
Auxílio Brasil: aumentar o valor da mensalidade é possível e mostramos como (Imagem: FDR)

O Auxílio Brasil vai iniciar em breve uma nova rodada. Ao longo dos próximos dias, o Ministério da Cidadania estará revisando os dados sociais da população, através do Cadastro Único, para determinar o valor da mensalidade e a quantidade de beneficiários.

O que fazer para aumentar o valor do meu Auxílio Brasil?

O cálculo que determina o salário social é feito com base na concessão dos abonos básicos e complementares. Apesar do programa funcionar como um todo, dentro dele há uma série de benefícios que são concedidos de acordo com a realidade social de cada grupo.

Atualmente estão sendo concedidos os seguintes benefícios:

  • Benefício Primeira Infância: famílias com crianças de até 3 anos recebem o valor de R$ 130;
  • Benefício de Superação da Extrema Pobreza: jovens de 18 a 21 anos incompletos recebem R$ 65, o intuito é o incentivo para que os jovens concluam a escolarização;
  • Benefício Composição Familiar: para famílias que tenham gestantes, ou pessoas de 3 a 17 anos de idade, ou de 18 a 21 anos matriculados na educação básica. O valor do benefício será de R$ 65 por pessoa, no limite de até cinco benefícios por família;
  • Auxílio Esporte Escolar: estudantes de 12 a 17 anos incompletos que se destacam em competições oficiais do sistema de jogos escolares brasileiros e que são de famílias beneficiárias do Auxílio Brasil recebem parcela única de R$ 1 mil ou R$ 100 mensais;
  • Bolsa de Iniciação Científica Júnior: para estudantes com bom desempenho em competições acadêmicas. O valor é de 12 parcelas mensais de R$ 100 ou R$ 1 mil em parcela única;
  • Auxílio Criança Cidadã: para o responsável de criança de até 4 anos incompletos que tenha fonte de renda, mas não consiga vaga em creches públicas ou de rede conveniada. O valor é de R$ 200 para crianças matriculadas em período parcial e R$ 300 em período integral;
  • Auxílio Inclusão Produtiva Rural: destinado para agricultores familiares inscritos no Cadastro Único para programas sociais do Governo Federal (CadÚnico). O valor recebido deve ser de R$ 200;
  • Auxílio Inclusão Produtiva Urbana: destinado para quem comprovar vínculo de emprego formal. Valor recebido deve ser de R$ 200;
  • Regra de Emancipação: para beneficiários que tiveram aumento de renda per capita ultrapassando o limite para a inclusão no auxílio, estes serão mantidos na folha de pagamento por mais 24 meses.

Como me inscrever nos abonos complementares?

Não há uma forma de solicitar a concessão dos benefícios internos do projeto. O que você pode fazer é manter os dados atualizados no Cadastro Único. Registre toda a documentação de identificação sua e dos seus familiares, juntamente com os comprovantes de renda, faixa etária, situação escolar, entre outros.

Desse modo, ao fazer a triagem, o Ministério da Cidadania irá confirmar que você se adequa nos critérios de concessão e assim aumentar o valor do seu abono.

Como atualizado os meus documentos no Cadastro Único?

  • Acesse o app ou site. O app está disponível na Play Store e na Apple Store;
  • Algumas opções aparecerão logo na primeira tela. É preciso clicar em “Atualização cadastral por confirmação”;
  • O usuário deverá fazer login com o CPF e a senha da conta Gov.br (veja como criar uma conta Gov.br);
  • Serão mostrados os blocos de Endereço da Família e Composição Familiar. Recomenda-se começar pelo bloco de Endereço da Família e depois passar ao de Composição Familiar. O usuário deverá conferir se todas as informações apresentadas continuam inalteradas;
  • No bloco de Composição Familiar, o usuário será questionado se houve alteração no número de membros da família. Em seguida, será preciso confirmar se os dados relativos a cada membro continuam os mesmos;
  • O usuário deverá, então, selecionar a opção em que confirma a veracidade dos dados informados;
  • Por fim, será preciso clicar no botão “Confirmar dados do Cadastro Único”.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Eduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestra em ciências da linguagem pela Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo na mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de assessorar marcas nacionais como Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR, onde já acumula anos de experiência e pesquisas sobre economia popular e direitos sociais.