Casa Verde e Amarela: subsídio deve aumentar em 21,4%, entenda o que isso significa

Casa Verde e Amarela
Casa Verde e Amarela: subsídio aumentará em até 21,4%.
(Imagem: FDR)

Novidade para o Casa Verde e Amarela. O subsídio do programa irá aumentar em até 21,4%, a depender de fatores como: região, renda familiar, além do tamanho da população da cidade.

O  aporte estabelecido pelo governo federal para financiamento de imóveis pelo Programa Casa Verde e Amarela, que tem como foco as famílias em situação de baixa renda, ampliará de 12,5% a 21,4%. As informações são do Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR).

O que a mudança significa

De acordo com a pasta, a intenção em aumentar o subsídio é para que assim, seja possível facilitar a aquisição da casa própria, aumentando o número de moradias entregues. A mudança, que entrou em vigor já no início de junho, vai até o dia 31 de dezembro de 2022.

A alteração do subsídio será implementada de maneira imediata pelo principal agente financeiro do programa, a Caixa Econômica Federal, é o que garante o MDR.

Em nota, o ministério exemplificou as mudanças que podem ocorrer no subsídio a depender da cidade para ser possível compreender as diferenças na prática.

“Uma família de São Paulo com renda mensal média bruta de R$ 1,8 mil, por exemplo, terá o subsídio médio ajustado de R$ 38,1 mil para R$ 42,9 mil. Já para uma família de João Pessoa (PB) com renda mensal média bruta de R$ 1,8 mil, o subsídio médio passará de R$ 29,9 mil para R$ 34 mil”, explicou o Ministério do Desenvolvimento Regional.

Governo espera alcançar a contratação de 400 mil em 2022

Segundo o MDR, somente no primeiro quadrimestre do ano, o programa Casa Verde e Amarela realizou a contratação de cerca de 100 mil imóveis. A expectativa é de que até o fim de dezembro, o número chegue a 400 mil unidades habitacionais. A meta para 2022 é superar a marca feita em 2021, quando 350 mil famílias utilizaram o programa com recursos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). 

Ainda de acordo com o ministério, a medida não mudará o orçamento de descontos já aprovado pelo Conselho Curador do FGTS, que é de R$ 8,5 bilhões para o ano de 2022. 

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Hannah Aragão
Hannah Aragão é graduanda em jornalismo pela Universidade Federal de Pernambuco, a UFPE. Atuou em diversas áreas da comunicação, passando por assessoria, endo marketing, comunicação estratégica e jornalismo impresso. Atualmente, se dedica ao jornalismo online na produção de matérias para o portal FDR.