Quais são as ações mais indicadas para comprar em junho? Veja indicações da Carteira Valor

Depois de um mês de abril de forte queda, e de parcial retomada no mês seguinte, as ações mais “conservadoras” e produtoras de commodities continuam sendo as grandes apostas de analistas. Descubra quais são as ações mais indicadas para comprar em junho, segundo indicações da Carteira Valor.

Quais são as ações mais indicadas para comprar em junho? Veja indicações da Carteira Valor
Quais são as ações mais indicadas para comprar em junho? Veja indicações da Carteira Valor (Imagem: Montagem/FDR)

Na Carteira Valor de junho, as grandes empresas representantes são os “bancões” tradicionais e as exportadoras — principalmente de matérias-primas.

Para a decisão dos analistas, foram consideradas as estimativas de inflação e, consequentemente, juros. Estes permanecem altos pelo mundo. Diante do prolongamento da guerra na Ucrânia e os incertos desdobramentos do coronavírus, a previsão é que siga esse cenário.

Quais são as ações mais indicadas para comprar em junho

A Carteira Valor levanta as 10 ações mais recomendadas pelas corretoras participantes. Mensalmente, 20 casas escolhem cinco ativos que elas acreditam que valorização no mês na bolsa de valores.

Vale ON (VALE3): 13 indicações

Segundo analistas dá Ágora, um dos motivos para escolher a Vale é a manutenção dos valores do minério de ferro. Ao mesmo passo, uma retomada na demanda por aço no terceiro trimestre e a projeção de melhor lucratividade para as siderúrgicas deve auxiliar a manter os valores.

PetroRio ON (PRIO3): 7 indicações

Conforme analistas da MyCap, a PetroRio é um bom ativo para manter a exposição da carteira no segmento de petróleo e combustíveis. Isso por conta de seus bons resultados e alto caixa, que permite investimento em melhoria das operações e novas compras.

Itaú Unibanco (ITUB4): 5 indicações

O analista da Mirae, Pedro Galdi, alega que mesmo com uma piora da inadimplência, as provisões realizadas anteriormente pelo Itaú conseguem minimizar os impactos disso em resultados da empresa.

Banco do Brasil ON (BBAS3): 5 indicações

Analistas da MyCap mantiveram os ativos do Banco do Brasil por conta da estimativa de manutenção de uma carteira de crédito controlada, além de linhas novas de pequenas e médias empresas. Os analistas entendem que a companhia segue com ações mais baratas do que realmente valem.

Petrobras PN (PETR4): 4 indicações

De acordo com o analista da Ativa, Ilan Arbetman, apesar das recentes mudanças no comando da Petrobras, o mercado mundial de óleo e gás está “diante de uma demanda perene” e que, com a chegada do verão no hemisfério norte a redução das restrições na China, tende a se tracionar.

O analista do Safra, Luíz Fernando Azevedo, ainda ressalta que os ativos da empresa estão mais baratos que seus pares internacionais.

Localiza ON (RENT3): 3 indicações

Conforme o analista da Planner, Mario Mariante, a Localiza conseguiu boa performance operacional e financeiro no período da pandemia. Outros destaques foram os investimentos da empresa em transformação digital e no lançamento de marcas e novas modalidades de serviços.

Suzano ON (SUZB3): 3 indicações

Conforme analistas da Toro, os ativos da Suzano possuem um viés positivo no mês, principalmente por conta do aumento da celulose e da exposição ao dólar.

Klabin UNIT (KLBN11): 2 indicações

A analista-chefe do Inter, Gabriela Joubert, alega que mesmo diante da correção direta com o dólar, os seguidos aumentos de preços de celulose e ainda resiliente demanda dão respiro às companhias do segmento. Ela ainda ressalta a diversificação geográfica da companhia.

Bradesco PN (BBDC4): 2 indicações

Segundo o analista chefe da Elite Investimentos, Alexandre Marques Filho, no ano passado, diante de um ambiente com um pouco mais de “normalidade”, os resultados dos grandes bancos tiveram uma melhora considerável.

O analista afirma que as ações do Bradesco são mais defensivas, ao mesmo passo que sofrem menos em situações de crise. Isso por conta da resiliência da empresa — mas ainda assim apresentam capacidade de alta.

JBS ON (JBSS3): 2 indicações

Como a JBS tem mais de 70% de suas receitas decorrentes de operações americanas — e recebe em dólar —, ela fica em boa posição quando o câmbio está desfavorável para o real. Na visão da XP Investimentos, as ações da companhia estão em tendência de alta.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Silvio Souza
Silvio Suehiro Souza é formado em Comunicação Social - Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes (UMC). Desde 2019 dedica-se à redação do portal FDR, onde tem acumulado experiência e vasto conhecimento na área ligada a economia, finanças e investimentos. Além disso, Silvio produz análises sobre produtos e serviços financeiros, sempre prezando pela imparcialidade e informações confiáveis.