INSS não exigirá mais uso de máscara nas agências; confira as novas regras

O INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) e a Subsecretaria de Perícia Médica Federal publicaram uma portaria conjunta na segunda-feira (23) em que se dispensa o uso de máscara nas agências do instituto. Os segurados deverão continuar usado o item apenas nos estados e municípios que ainda determinam a obrigatoriedade das máscaras.

Outros cuidados de proteção contra a Covid-19 continuam sendo adotados pelo INSS. Avisos serão fixados nas paredes das agências informando os usuários sobre a necessidade de higienizar as mãos, evitar aglomerações e tomar outras medidas que evitem o contágio pela doença.

A limpeza das agências também será reforçada, com atenção especial para áreas de atendimento, salas de perícia, assistência social e reabilitação profissional, corrimões, elevadores, maçanetas e outras áreas de muito contato.

Como a portaria já foi publicada no Diário Oficial da União (DOU), as novas regras já estão valendo. Mas quem desejar seguir usando a máscara dentro das agências, poderá fazê-lo, como já ocorre em outros estabelecimentos e lugares, nos quais parte das pessoas optam por continuar usando o item, mesmo com o fim da obrigatoriedade.

Máscaras estão sendo abandonadas

Na maior parte do país, o uso de máscara já não é obrigatório. A exceção fica por conta de alguns locais, como postos, hospitais e outros estabelecimentos de saúde, e municípios em que a taxa de contágio continua alta.

No estado de São Paulo, por exemplo, o item deixou de ser obrigatório em locais fechados ainda em março. As exceções são o transporte público e os estabelecimentos de saúde.

O Rio de Janeiro foi a primeira capital do Brasil a extinguir a obrigatoriedade do uso de máscara em todos os locais, ainda no início de março. A prefeitura do município, no entanto, recomendou que pessoas com baixa imunidade ou com sintomas respiratórios continuassem a usar o item.

INSS: pagamentos de maio

Começa amanhã (24) o pagamento de benefícios do INSS referentes ao mês de maio. Dessa vez, além dos benefícios regulares, como aposentadorias, pensões e auxílios, boa parte dos beneficiários também receberá a segunda parcela do 13º salário, que foi antecipado pelo terceiro ano seguido. A primeira parcela já foi paga junto com a folha de abril.

Calendário da segunda parcela do 13º do INSS:

Benefícios de 1 salário mínimo

Final do benefício 1 – 25/5
Final do benefício 2 – 26/5
Final do benefício 3 – 27/5
Final do benefício 4 – 30/5
Final do benefício 5 – 31/5
Final do benefício 6 – 1º/6
Final do benefício 7 – 2/6
Final do benefício 8 – 3/6
Final do benefício 9 – 6/6
Final do benefício 0 – 7/6

Benefícios maiores que 1 salário mínimo

Final do benefício 1 e 6 – 1º/6
Final do benefício 2 e 7 – 2/6
Final do benefício 3 e 8 – 3/6
Final do benefício 4 e 9 – 6/6
Final do benefício 5 e 0 – 7/6

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Amaury Nogueira
Amaury da Silva Nogueira é bacharelando em Letras/Edição pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Apaixonado pelo universo da escrita, atua há dois anos como redator e realiza pesquisas sobre história da edição no Brasil. Além disso, atualmente pesquisa também sobre direitos e benefícios sociais para agregar conhecimento na redação do portal de notícias FDR.