Você sabia? É possível vender um imóvel, morar nele pagando aluguel e recomprá-lo depois; entenda estratégia

Nos últimos anos, em decorrência da pandemia, observamos um aumento no desemprego e na inadimplência. Por conta disso, muitos brasileiros ficaram endividados e sem saber como quitar as pendências. Foi pensando nestas pessoas que a proptech Rooftop criou o programa InCasa. A finalidade é a de oferecer uma saída para quem está precisando de liquidez em momentos de aperto.

A idéia é uma operação imobiliária que consiste na venda do imóvel pelo proprietário para que o mesmo passe a viver no local como inquilino. É estabelecido no contrato de 30 meses o valor de recompensa deste bem, seja pelo ex-proprietário, ou por qualquer outro consumidor que tenha interesse na casa. Se caso esta terceira pessoa pague um montante superior pelo bem, o proprietário “original” fica com a diferença.

Segundo o presidente da Rooftop, Daniel Gava, o bem possui “três preços” no mercado: o que o proprietário imagina, quanto ele realmente vale e por quanto se vende esse imóvel. No fechamento do negócio, o interessado recebe o valor com o qual é vendido, a terceira opção.

Na prática funciona assim: no caso de um imóvel que vale R$ 100 mil, o proprietário receberá cerca de R$ 80 mil e irá pagar um aluguel de 0,5% sobre o valor da avaliação, no caso, R$ 500, que serão corrigidos pelo IPCA. No valor de recompra não há indexação ou atualizações. Para reaver o bem, a pessoa terá que pagar os mesmos R$ 100 mil que valia o imóvel quando foi vendê-lo.

Chegando no final dos trinta meses, ou até antes caso prefira, se o ex-proprietário não conseguir recomprar o imóvel, ele terá que desocupar o local. A nova dona, no caso a proptech, irá vender  casa.

“O programa atende pessoas com o nome negativado, que não conseguem ser atendidas pelos bancos. Gente que precisa honrar compromissos e tem um imóvel nas mãos”, disse Daniel ao Valor Investe. 

Cerca de 50 famílias já venderam seus imóveis para a proptech e 25% delas já recuperaram seus lares. O programa atende pessoas com imóveis que valem mais de R$ 400 mil em todas as capitais do país.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Paulo Amorim
Paulo Henrique Oliveira é formado em Jornalismo pela Universidade Mogi das Cruzes e em Rádio e TV pela Universidade Bandeirante de São Paulo. Atua como redator do portal FDR, onde já cumula vasta experiência e pesquisas, produzindo matérias sobre economia, finanças e investimentos.