Governo Federal lança nova plataforma digital para consulta do FGTS

O Governo Federal anunciou o lançamento da plataforma digital do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS), que consiste na integração de vários sistemas que giram em torno do benefício. A iniciativa visa aperfeiçoar e desburocratizar o recolhimento mensal dos recursos devidos, garantindo a prestação de serviços digitais entre empregador e trabalhador. 

Governo Federal lança nova plataforma digital para consulta do FGTS
Governo Federal lança nova plataforma digital para consulta do FGTS. (Imagem: FDR)

A plataforma digital para consulta do FGTS permite que, no futuro, os usuários se familiarizem cada vez mais com o novo ambiente lançado pelo Ministério do Trabalho e Previdência.

A expectativa da pasta é que as funcionalidades viabilizadas pelo sistema comecem a operar ainda em 2022. A simplicidade do portal permite a verificação dos principais benefícios e facilidades do FGTS digitalmente. 

Os usuários poderão emitir guias, consultar extratos de pagamentos, verificar débitos em aberto e efetuar pagamentos via PIX. Além disso, a nova plataforma de consulta do FGTS também fornece as respostas para as principais dúvidas referentes ao benefício assistencial, além dos canais remotos para contato, legislação acerca do tema e acesso direto ao portal da Subsecretaria de Inspeção do Trabalho com informações detalhadas. 

Na oportunidade, o subsecretário de inspeção do trabalho do Ministério do Trabalho e Previdência, Rômulo Machado, disse que, “a nova sistemática vai facilitar e simplificar o cumprimento da obrigação de recolhimento do FGTS contribuindo para a desburocratização e melhoria do ambiente de negócios no Brasil. É claramente uma medida que vai reduzir o famoso Custo Brasil”. 

Assim que a plataforma começar a operar, o FGTS digital terá o poder de reduzir drasticamente o tempo investido pelas empresas na burocracia de recolhimento do fundo. Neste sentido, a plataforma foi preparada para utilizar o banco de dados do eSocial. Os débitos serão individualizados desde a origem, recorrendo ao CPF como elemento principal de identificação do trabalhador. 

Esta será a garantia dos funcionários de que o recolhimento mensal do FGTS será feito regularmente. Vale pontuar o resultado de estudos que apontam a otimização do tempo gasto no recolhimento do benefício em cerca de 36 horas mensais. Este será o tempo economizado pelas empresas mediante o uso da plataforma, melhorando o processo e elevando os ganhos de produtividade. 

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Laura Alvarenga
Laura Alvarenga é graduada em Jornalismo pelo Centro Universitário do Triângulo em Uberlândia - MG. Iniciou a carreira na área de assessoria de comunicação, passou alguns anos trabalhando em pequenos jornais impressos locais e agora se empenha na carreira do jornalismo online através do portal FDR, onde pesquisa e produz conteúdo sobre economia, direitos sociais e finanças.