Saque extraordinário do FGTS: Vale a pena sacar para investir?

Você tem a opção de trocar o rendimento de 3% ao ano do FGTS por investimentos que rendem o triplo e você pode sacar quando quiser, diferente do FGTS no qual você só pode utilizar em caso de demissão, compra de imóvel, doença grave, aposentadoria e outras situações incomuns.

Não há dúvidas que é vantajoso aderir ao saque extraordinário, mas após esta etapa, surgem dúvidas do que fazer com o dinheiro em termos de dívidas, compras e investimentos.

Você está atrasando ou não conseguindo pagar toda a fatura do cartão de crédito?

Utilizando o cheque especial com frequência?

Possui empréstimos?

Compensa utilizar o cheque especial para se livrar das dívidas, somente depois começar a investir!

Separei 4 investimentos para você que está com a vida financeira organizada, mas é importante você respeitar a sequência abaixo, não adianta pular etapas e fazer investimentos que não condizem com sua fase de vida:

1º: Invista em você

Fator fundamental para enriquecer, é fazer sobrar dinheiro todos os meses, mas isso não inclui apenas cortar gastos, ganhar mais também é muito importante. Para ganharmos mais dinheiro precisamos nos qualificar investindo em estudos (faculdade, pós-graduação, livros, consultorias e outras opções de desenvolvimento pessoal e profissional).

Após o conhecimento adquirido, será possível melhorar a qualidade do trabalho, seja trabalhando para uma empresa ou através de um negócio próprio. Essa melhoria de qualidade, gera diferenciação, quem é diferenciado é melhor remunerado, quem é melhor remunerado e possui educação financeira, irá poupar mais e investir mensalmente.

Já está estudando ou já se considera estabilizado profissionalmente? Aí sim você pode considerar os próximos investimentos:

2º: Reserva de emergência

Imprevistos acontecem com todos, se você quer se dar bem nas finanças, deve estar preparado para problemas como batida de carro, manutenção na casa, smartphone quebrar e até mesmo desemprego.

Aproveite o FGTS ou qualquer recurso extra para começar ou reforçar sua reserva de emergência. Além de se preparar para os imprevistos, quem quer investir em ações, criptomoedas e outros investimentos mais rentáveis e arriscados, precisa ter uma reserva para ter tranquilidade com as altas e baixas destes investimentos.

Abaixo você terá acesso a investimentos para a reserva de emergência que rendem mais do que a poupança e o triplo do FGTS e como saber o valor ideal da sua reserva:

https://fdr.com.br/2022/01/26/vida-alem-da-poupanca-conheca-o-caminho-para-investir-bem/

Não tem dívidas, está se desenvolvendo profissionalmente e já possui reserva de emergência? Prossiga para os próximos investimentos:

3º: Investimentos para projetos de curto prazo

Aproveite a alta da Selic para investir nos seus projetos de curto prazo (até 3 anos).

Investimentos atrelados à Selic como um CDB que esteja rendendo ao menos 115% do CDI, estão com rentabilidade 4 vezes maior do que o FGTS (antes de concluir o investimento, confira a simulação que aparece na corretora), porém estes investimentos possuem vencimento e você só pode sacar no prazo final, por isso a importância de você respeitar nossas dicas anteriores.

4º: Investimentos para projeto de médio e longo prazo

Se você já está pensando em projetos acima de 3 anos e na independência financeira, investimentos como o Tesouro IPCA, fundos imobiliários e ações, são ideais, pois são mais rentáveis no longo prazo do que os investimentos citados anteriormente.

Estude ou contrate um profissional de sua confiança para fazer estes investimentos de longo prazo, principalmente no mercado de ações, abaixo os cuidados que você deve tomar:

https://fdr.com.br/2022/02/09/5-sinais-de-que-voce-esta-investindo-errado-em-acoes/

Entendeu como vale a pena sacar o FGTS, mas respeitar algumas regras importantes para você não se dar mal nos investimentos?

Um forte abraço e bons investimentos!

 

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Cleiton Vicente
Formado em Administração de Empresas, pós-graduado em Finanças com especializações em Investimentos, Psicologia Econômica e Planejamento Financeiro. Founder da "Finanças.Vc" e atua como Consultor de Finanças Pessoais e Investimentos com mais de 15 anos de experiência no mercado financeiro. No FDR, possui sua própria coluna com dicas e orientações sobre como investir com segurança e de forma descomplicada.