Mais de 11 milhões de desbancarizados têm dados inseridos no cadastro positivo; o que isto significa?

Mais de 11 milhões de desbancarizados têm dados inseridos no cadastro positivo. Os dados são referentes às assinaturas de serviços pós-pagos de telefonia celular e fixa, banda larga, além de TV por assinatura.

No último dia 3, a Associação Nacional dos Bureaus de Crédito (ANBC) comunicou sobre o recebimento de cerca de 100 milhões de registros de pessoas físicas e jurídicas no banco de dados do Cadastro Positivo, pertencente às principais operadoras de telecomunicações do Brasil.

De acordo com a ANBC, do total, mais de 11 milhões de consumidores se tratam de desbancarizados, o que significa que estes não se encontram nos dados enviados antes pelas instituições financeiras.

Dados são referentes às assinaturas de serviços pós pagos

Entre as empresas responsáveis pelo encaminhamento de dados estão a Algar, Claro, Oi, Sercomtel, Sky, Tim e Vivo. Os dados se tratam de informações das assinaturas de serviços pós-pagos como telefonia celular e fixo, banda larga e até mesmo tv por assinatura.

Em nota, o portal da ANBC informa que a iniciativa levou a cerca de 10,3 milhões de pessoas físicas e mais de 763 mil pessoas jurídicas a ter possibilidade de crédito no mercado, em decorrência do Cadastro Positivo.

Diante da situação, o compartilhamento do histórico de pagamentos dos clientes das operadoras para os gestores de bancos de dados do Cadastro Positivo que começaram em abril de 2021, foi finalizados.

Inserção das informações no setor e os benefícios do Cadastro Positivo

O presidente da ANBC, Elias Sfeir, pontua que com o implemento das informações na área de telecomunicações se tem a confirmação dos benefícios que o Cadastro Positivo, que passou a valer em julho de 2019, prevê, um dos pontos mais destacados é a inclusão financeira gerada.

 “O Cadastro Positivo é uma ação socioeconômica positiva onde a visibilidade dos consumidores e empresas no mercado de crédito proporciona dois principais benefícios: melhor avaliação de crédito, reduzindo inadimplência e superendividamento, e inclusão financeira dos desbancarizados, por meio da possibilidade de acesso a recursos financeiros. Parabenizo o Ministério das Comunicações, Anatel, Conexis e o setor de Telecomunicações que atenderam prontamente ao nosso chamado de parceria e demonstraram seu compromisso com a evolução socioeconômica do Brasil por meio da inclusão de 11 milhões de desbancarizados”, destaca Sfeir.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Hannah Aragão
Hannah Aragão é graduanda em jornalismo pela Universidade Federal de Pernambuco, a UFPE. Atuou em diversas áreas da comunicação, passando por assessoria, endo marketing, comunicação estratégica e jornalismo impresso. Atualmente, se dedica ao jornalismo online na produção de matérias para o portal FDR.