Nova CNH: o que muda com o novo documento?

O Conselho Nacional de Trânsito (Contran) anunciou no final do ano passado, a atualização da CNH (Carteira Nacional de Habilitação). A nova versão começa a valer a partir do próximo mês, assim que cada motorista for tirar o documento pela primeira vez, renovar ou emitir a segunda via. Mas você sabe o que vai mudar?

A nova versão da CNH terá a categoria, seja ela A, B, C ou D, visível na primeira coluna, imagem do tipo de veículo, confirmação se o motorista está habilitado para conduzir, indicação através da letra “P” se o condutor tem apenas permissão ou  “D” se tem a CNH definitiva. 

Terá também outro campo que irá mostrar se o motorista utiliza a carteira de habilitação  para trabalhar e mais um para apresentar possíveis restrições médicas. Será mantido nesta nova versão o QR Code,  que já vem nos documentos emitidos desde 2017. Ele contém todas as informações do documento, incluindo a fotografia, exceto a assinatura do condutor.

Callebe Mendes, CEO da Zapay, empresa especializada em pagamento e parcelamento de débitos veiculares, disse que “as mudanças realizadas pelo Contran na nova carteira de motorista brasileira vão dificultar falsificações, além de deixar o documento mais alinhado ao padrão internacional”. A CNH terá novos dispositivos de segurança, como tinta especial fluorescente que brilha no escuro, itens visíveis apenas com luz ultravioleta e holograma na parte inferior do documento.

Validade e pontuação

Mesmo com todas as mudanças que documento terá em breve, a validade do mesmo continua seguindo as regras determinadas no ano passado: 10 anos para motoristas com idade inferior a 50 anos, 5 anos para cidadãos com 50 a 69 anos e 3 anos para condutores com 70 anos ou mais. Já sobre a pontuação, a lei flexibilizou o número de pontos que um condutor pode ter na CNH, que tinha o limite de 20 pontos em 12 meses. Agora, este número passou para 40 pontos durante este mesmo período.

Zapay

Fundada no final de 2017 em Brasília, a Zapay é uma startup especializada no pagamento e parcelamento de débitos de trânsito junto aos órgãos competentes, que tem como propósito facilitar a vida dos condutores com mais tecnologia e menos burocracia. 

Comandada por Callebe Mendes, Victor Mahon, Pedro Vogado e Lucas Amoedo, a Zapay tem acesso autorizado e convênio oficial com 26 DETRANs do Brasil. Por meio da fintech, o cliente consegue consultar e pagar débitos de IPVA, multas, e licenciamento em um só lugar, sem filas, com rapidez e praticidade e com o parcelamento do débito em até 12x no cartão de crédito.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Paulo Amorim
Paulo Henrique Oliveira é formado em Jornalismo pela Universidade Mogi das Cruzes e em Rádio e TV pela Universidade Bandeirante de São Paulo. Atua como redator do portal FDR, onde já cumula vasta experiência e pesquisas, produzindo matérias sobre economia, finanças e investimentos.