Lembra dela? Confira quanto vale hoje uma nota de plástico de R$ 10

Lançadas em 2000, as cédulas de plástico de R$ 10 surgiram em comemoração aos 500 anos do descobrimento do Brasil. A partir de 2006, o Banco Central começou a tirar de circulação os exemplares. Com isso, as notas são desejadas por colecionadores. Descubra quanto vale hoje uma nota de plástico de R$ 10.

A nota de plástico foi desenhada para possuir diversas referências ao descobrimento do Brasil. As cores predominantes da cédula são azul e laranja. Na parte da frente da nota, existem essas menções:

  • A efígie de Pedro Álvares Cabral, navegador português que descobriu o Brasil em 22 de abril de 1500;
  • O mapa “Terra Brasilis”, uma das primeiras representações da nova terra;
  • Um trecho da carta de Pero Vaz de Caminha, primeiro documento a citar características do lugar e da sua gente;
  • uma rosa dos ventos, instrumento de navegação extraído da cartografia portuguesa do século XVI.

À direita do mapa, também estão representadas cinco naus da expedição de Cabral. Ao fundo, se encontra a composição de elementos decorativos de azulejos portugueses, linhas sinuosas e representações da Cruz da Ordem de Cristo, símbolo presente nas embarcações portuguesas da época.

na parte de trás da nota de plástico de R$ 10, aparece uma versão estilizada do mapa do Brasil, formada por quadros. Em alguns destes, há fisionomias típicas do povo brasileiro (índio, negro, branco e mestiço). Desse modo, existe o retrato da pluralidade étnica e cultural.

Em novembro de 2000, a partir da série A 0587, foram realizadas algumas mudanças na cédula comemorativa:

  • Inscrição, por extenso, do nome de Pedro Álvares Cabral;
  • Realce da frase “Deus seja louvado”, que passa a ser impressa na cor laranja;
  • Aumento no relevo da marca tátil; e
  • Melhoria da definição da imagem latente e das microimpressões do reverso da cédula.

Quanto vale hoje uma nota de plástico de R$ 10

Como a cédula saiu de circulação, há algum tempo, se tornou um item raro. Em 2000, o projeto disponibilizou aproximadamente 250 milhões de cédulas, mas estas foram resgatadas pelo Banco Central ou foram se desgastando.

Hoje, uma nota de plástico de R$ 10 custa entre R$ 130 e R$ 150. O valor pode ainda pode variar de acordo com o estado de conservação.

No entendimento de especialistas, o valor financeiro deve aumentar futuramente. Sendo assim, caso tiver um exemplar guardado, existe a opção de manter a nota guardada por mais tempo.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Silvio Souza
Silvio Suehiro Souza é formado em Comunicação Social - Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes (UMC). Desde 2019 dedica-se à redação do portal FDR, onde tem acumulado experiência e vasto conhecimento na área ligada a economia, finanças e investimentos. Além disso, Silvio produz análises sobre produtos e serviços financeiros, sempre prezando pela imparcialidade e informações confiáveis.