Preço médio dos imóveis residenciais sobe 0,48% em abril, aponta Fipe

De acordo com o índice FipeZap+, que monitora os preços de venda de imóveis residenciais em 50 cidades do Brasil, houve um aumento de 0,48% no mês de abril de 2022, após um crescimento de 0,55% em março. 

A variação do índice foi inferior ao do IGP-M/FGV, que cresceu 1,41%. A projeção do mercado para o IPCA/IBGE é de uma alta de 0,95% ao mês, de acordo com informações publicadas no Relatório Focus, do Banco Central.

13 das 16 capitais monitoradas, tiveram aumento nos preços no último mês:

  • Goiânia (+1,51%)
  • João Pessoa (+1,48%)
  • Vitória (+1,37%)
  • Curitiba (+1,29%)
  • Recife (+1,25%)
  • Florianópolis (+0,91%)
  • Fortaleza (+0,65%)
  • Salvador (+0,55%)
  • São Paulo (+0,51%)
  • Campo Grande (+0,42%)
  • Belo Horizonte (+0,34%)
  • Porto Alegre (+0,33%)
  • Rio de Janeiro (+0,29%)

No sentido oposto, Manaus (-1,33%), Brasília (-0,84%) e Maceió (-0,09%) tiveram queda nos preços em abril.

Balanço do ano 

No fechamento de abril, o índice FipeZAP+ de Venda Residencial revelou uma alta acumulada de 2,07% no ano, patamar menor que a inflação ao consumidor de 4,18% (levando em consideração o comportamento acompanhado e projetado do IPCA e a variação acumulada pelo IGP-M/FGV no período, que ficou em de 6,98%).

Das 16 capitais citadas, o índice ficou da seguinte maneira da mais alta para a mais baixa variação:

  • Goiânia (+8,56%)
  • Vitória (+7,46%)
  • Campo Grande (+6,15%)
  • João Pessoa (+4,29%)
  • Fortaleza (+4,01%)
  • Florianópolis (+3,70%)
  • Maceió (+3,63%)
  • Curitiba (+3,29%)
  • Salvador (+2,78%)
  • Recife (+2,30%)
  • São Paulo (+1,82%)
  • Manaus (+1,75%)
  • Belo Horizonte (+1,57%)
  • Rio de Janeiro (+0,85%)
  • Brasília (+0,49%)
  • Porto Alegre (+0,33%)

Preços médios 

Baseado na amostra de anúncios de imóveis residenciais para venda no último mês, o preço médio calculado para as 50 cidades acompanhadas pelo Índice FipeZAP+ ficou em R$ 8.017/m².

São Paulo, entre as 16 capitais monitoradas, teve o valor médio por metro quadrado mais alto em abril (R$ 9.882/m²). Logo depois aparece o Rio de Janeiro (R$ 9.729/m²), Vitória (R$ 9.140/m²), Florianópolis (R$ 8.913/m²) e Brasília (R$ 8.656/m²). 

Na contramão, os preços médios de vendas residenciais mais baixos foram registrados em Campo Grande (R$ 4.870/m²), João Pessoa (R$ 5.136/m²), Salvador (R$ 5.478/m²), Goiânia (R$ 5.550/m²) e Manaus (R$ 5.818/m²).

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Paulo Amorim
Paulo Henrique Oliveira é formado em Jornalismo pela Universidade Mogi das Cruzes e em Rádio e TV pela Universidade Bandeirante de São Paulo. Atua como redator do portal FDR, onde já cumula vasta experiência e pesquisas, produzindo matérias sobre economia, finanças e investimentos.