Auxílio Brasil: pagamentos de abril começam amanhã (14); confira quem recebe

Os pagamentos referentes à sexta parcela do Auxílio Brasil começam amanhã, 14. A partir das primeiras horas desta quinta-feira, a Caixa Econômica Federal (CEF) começa a efetuar os depósitos nas contas poupança do Caixa Tem, na titularidade do representante de cada uma das 18,5 milhões de famílias. 

Auxílio Brasil: pagamentos de abril começam amanhã (14); confira quem recebe
Auxílio Brasil: pagamentos de abril começam amanhã (14); confira quem recebe. (Imagem: FDR)

O calendário irá vigorar do dia 14 a 29 de abril. As liberações são feitas de acordo com o dígito final do Número de Identificação Social (NIS), sempre nos últimos dez dias úteis de cada mês.

Este dado é fornecido no momento em que o representante de cada família tem a inscrição aprovada no Cadastro Único (CadÚnico), e também está impresso no cartão de saque do benefício para facilitar a consulta. 

A inscrição no CadÚnico é o primeiro e principal passo para quem ainda tem esperança de ser incluído no Auxílio Brasil.  Do total de famílias que fazem parte do programa, 14,5 milhões já eram atendidas pelo Bolsa Família, extinto em outubro de 2021 para dar lugar a esta nova transferência de renda.

O saldo de, aproximadamente, 4,5 milhões de famílias foram incluídas em duas medidas de ampliação feitas em janeiro e fevereiro deste ano. Ambas as ampliações puderam ser efetivadas devido à regra de verificação mensal dos dados cadastrais.

A medida visa conferir se os beneficiários continuam ou não cumprindo os requisitos que dão direito ao Auxílio Brasil, do contrário, serão excluídos. Mas o efeito reverso também pode acontecer.

Essas verificações permitem que cidadãos com o perfil do programa sejam incluídos na hipótese de vagas abertas, reduzindo ou zerando a fila de espera de elegíveis. 

Por isso, é importante saber que, além da inscrição no CadÚnico com os dados corretos e atualizados, é necessário se enquadrar nos perfis de pobreza ou pobreza extrema. Nestes casos, é preciso apresentar uma renda mensal per capita entre R$ 100 a R$ 200, respectivamente. Estando de acordo com os critérios mencionados, basta aguardar o comunicado de aceitação pelo Ministério da Cidadania. 

Assim, será possível receber em média, R$ 224 mensais. Porém, é importante destacar que o Auxílio Brasil é composto por benefícios secundários. Cada um deles se direciona a um perfil específico e libera valores distintos. Caso uma mesma família se enquadre em mais de um perfil, é possível acumular os benefícios até atingir a média mensal de R$ 400. 

Benefícios secundários do Auxílio Brasil 

  • Benefício Primeira Infância: famílias com crianças de até 3 anos recebem o valor de R$ 130;
  • Benefício de Superação da Extrema Pobreza: jovens de 18 a 21 anos incompletos recebem R$ 65, o intuito é o incentivo para que os jovens concluam a escolarização;
  • Benefício Composição Familiar: para famílias que tenham gestantes, ou pessoas de 3 a 17 anos de idade, ou de 18 a 21 anos matriculados na educação básica. O valor do benefício será de R$ 65 por pessoa, no limite de até cinco benefícios por família;
  • Auxílio Esporte Escolar: estudantes de 12 a 17 anos incompletos que se destacam em competições oficiais do sistema de jogos escolares brasileiros e que são de famílias beneficiárias do Auxílio Brasil recebem parcela única de R$ 1 mil ou R$ 100 mensais;
  • Bolsa de Iniciação Científica Júnior: para estudantes com bom desempenho em competições acadêmicas. O valor é de 12 parcelas mensais de R$ 100 ou R$ 1 mil em parcela única;
  • Auxílio Criança Cidadã: para o responsável de criança de até 4 anos incompletos que tenha fonte de renda, mas não consiga vaga em creches públicas ou de rede conveniada. O valor é de R$ 200 para crianças matriculadas em período parcial e R$ 300 em período integral;
  • Auxílio Inclusão Produtiva Rural: destinado para agricultores familiares inscritos no Cadastro Único para programas sociais do Governo Federal (CadÚnico). O valor recebido deve ser de R$ 200;
  • Auxílio Inclusão Produtiva Urbana: destinado para quem comprovar vínculo de emprego formal. Valor recebido deve ser de R$ 200;
  • Regra de Emancipação: para beneficiários que tiveram aumento de renda per capita ultrapassando o limite para a inclusão no auxílio, estes serão mantidos na folha de pagamento por mais 24 meses.

Calendário do Auxílio Brasil em abril

  • NIS final 1: 14 de abril;
  • NIS final 2: 18 de abril;
  • NIS final 3: 19 de abril;
  • NIS final 4: 20 de abril;
  • NIS final 5: 22 de abril;
  • NIS final 6: 25 de abril;
  • NIS final 7: 26 de abril;
  • NIS final 8: 27 de abril;
  • NIS final 9: 28 de abril;
  • NIS final 0: 29 de abril.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Laura Alvarenga
Laura Alvarenga é graduada em Jornalismo pelo Centro Universitário do Triângulo em Uberlândia - MG. Iniciou a carreira na área de assessoria de comunicação, passou alguns anos trabalhando em pequenos jornais impressos locais e agora se empenha na carreira do jornalismo online através do portal FDR, onde pesquisa e produz conteúdo sobre economia, direitos sociais e finanças.