Auxílio Brasil volta a ser pago com novos valores? confira o calendário, formas de consulta e mais detalhes

Pontos-chave
  • Nova rodada do Auxílio Brasil é iniciada nesta semana;
  • Governo aprova reajuste no valor das mensalidades;
  • Calendário dos depósitos está disponível abaixo.

Governo autoriza novo pagamento pelo Auxílio Brasil. A partir desta quinta-feira (14), o Ministério da Cidadania estará fazendo mais um repasse do salário social. Cerca de 18 milhões de brasileiros serão contemplados, com reajustes no valor das suas mensalidades a depender da concessão dos benefícios complementares. Confira.

Auxílio Brasil volta a ser pago com novos valores? confira o calendário, formas de consulta e mais detalhes (Imagem: FDR)
Auxílio Brasil volta a ser pago com novos valores? confira o calendário, formas de consulta e mais detalhes (Imagem: FDR)

Considerado a principal fonte de renda dos brasileiros em vulnerabilidade, o Auxílio Brasil passou por modificações em sua legislação para a concessão de mensalidades com o valor extra de R$ 1 mil ao ano.

Através dos abonos complementares recentemente aprovados por Bolsonaro, os beneficiários terão direito há uma espécie de salário extra. A liberação, no entanto, varia de acordo com a situação familiar de cada cadastro.

Quais são os novos valores do Auxílio Brasil?

O projeto funciona com suas linhas de concessão. A primeira é referente aos benefícios básicos, pagos para todos aqueles que são aprovados na triagem do Ministério da Cidadania e passam a fazer parte do AB. Eles são:

  • Benefício Primeira Infância: para famílias com crianças de zero a 36 meses, será pago mensalmente, no valor de R$ 130 (cento e trinta reais) por integrante, até o limite de cinco pessoas.
  • Benefício Composição Familiar: para famílias com gestantes ou pessoas de três a 21 anos, será pago mensalmente, no valor de R$ 65 (sessenta e cinco reais) por integrante, até o limite de cinco benefícios por família.
  • Benefício de Superação da Extrema Pobreza: para famílias cuja renda familiar por pessoa, calculada após o acréscimo dos benefícios Primeira Infância e Composição Familiar, for igual ou inferior ao valor da linha de extrema pobreza (R$ 100).

A segunda linha de concessão é referente aos benefícios complementares, responsáveis por adicionais na renda dos beneficiários acima. Eles são pagos da seguinte forma:

  • Auxílio Esporte Escolar– pagará um benefício mensal de R$ 100, por 12 meses, a estudantes integrantes de famílias beneficiárias do programa, com idades entre 12 e 17 anos incompletos, que conquistaram até a terceira colocação em competições oficiais do sistema de jogos escolares brasileiros, em âmbito nacional, distrital ou estadual. A família receberá, também, uma parcela única de R$ 1.000.
  • Bolsa de Iniciação Científica Júnior – pagará um benefício mensal de R$ 100, por 12 meses, a estudantes das famílias integrantes do Auxílio Brasil que tenham se destacado em competições acadêmicas e científicas, de abrangência nacional, vinculadas a temas da educação básica. A família receberá, também, uma parcela única de R$ 1.000.
  • Auxílio Criança Cidadã– será concedido às famílias beneficiárias do Auxílio Brasil que tenham em sua composição crianças com idade de zero até 48 meses incompletos. O benefício será pago diretamente aos estabelecimentos educacionais, na etapa creche, com e sem fins lucrativos, quando não existirem vagas na rede educacional pública ou privada conveniada com o Poder Público. O valor mensal do Auxílio Criança Cidadã será de R$ 200 para crianças matriculadas em turno parcial e de R$ 300 para crianças em turno integral.
  • Auxílio Inclusão Produtiva Rural– vai pagar um benefício mensal de R$ 200 a famílias beneficiárias do Auxílio Brasil que tenham em sua composição agricultores familiares.
  • Auxílio Inclusão Produtiva Urbana– pagará um benefício mensal de R$ 200 a famílias atendidas pelo Programa Auxílio Brasil, desde que haja a comprovação de vínculo de emprego formal de um dos seus integrantes.
  • Benefício Compensatório de Transição– é destinado às famílias que integravam o extinto Bolsa Família e que tiverem redução no valor total dos benefícios recebidos, em decorrência do enquadramento na nova estrutura do Auxílio Brasil. Essas famílias receberão um valor adicional.

Quais são as regras para receber os abonos do Auxílio Brasil?

  • Estar cadastrado, pela prefeitura, no Cadastro Único dos Programas Sociais do Governo Federal;
  • Ser selecionado pelo Ministério da Cidadania;
  • Estar em situação de pobreza ou de extrema pobreza. Para as famílias em situação de pobreza é necessário que apresentem, em sua composição, gestantes, nutrizes (mães que amamentam), crianças, adolescentes ou jovens entre 0 e 21 anos incompletos.

O que preciso fazer para me manter no projeto?

  • Realização do pré-natal;
  • Acompanhamento do calendário nacional de vacinação;
  • Acompanhamento do estado nutricional;
  • Frequência escolar mínima definida em regulamento;
  • Matrícula em estabelecimento de ensino regular para jovens entre 18 a 21 anos.

Calendário do Auxílio Brasil de abril de 2022

Data de pagamento Quem recebe
14 de abril Beneficiários com NIS de final 1
18 de abril Beneficiários com NIS de final 2
19 de abril Beneficiários com NIS de final 3
20 de abril Beneficiários com NIS de final 4
22 de abril Beneficiários com NIS de final 5
25 de abril Beneficiários com NIS de final 6
26 de abril Beneficiários com NIS de final 7
27 de abril Beneficiários com NIS de final 8
28 de abril Beneficiários com NIS de final 9
29 de abril Beneficiários com NIS de final 0

Fonte: Caixa Econômica Federal

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Eduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestra em ciências da linguagem pela Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo na mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de assessorar marcas nacionais como Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR, onde já acumula anos de experiência e pesquisas sobre economia popular e direitos sociais.