Gás de cozinha: apesar da redução de preços da Petrobras, preço do botijão vai demorar para cair; entenda

Na última sexta-feira (8), a Petrobras anunciou redução de 5,58% no gás de cozinha vendido para as distribuidoras. De R$ 4,48 por quilo, o produto da estatal passou a custar R$ 4,23 por quilo. A mudança começou a valer no sábado (9), mas o consumidor final não deve sentir uma redução no preço do botijão por tão cedo.

A razão para isso, segundo especialistas, é que o mercado costuma repassar diminuições de custo muito mais lentamente do que os aumentos de custo. Também é comum que muitos comerciantes já pratiquem preços reduzidos, na forma de promoções, para atrair mais clientes. Quando o custo diminui, portanto, eles aproveitam para melhorar o caixa da empresa e demoram a repassar a mudança para o consumidor.

A diminuição anunciada pela Petrobrás pode ainda ser anulada por aumentos futuros de outros custos, como o custo da distribuição do produto, que é ligado ao preço dos combustíveis.

Se a redução fosse repassada integralmente para o consumidor, o botijão de 13 kg ficaria R$ 3,27 mais barato, o que já seria bem pouco. De acordo com a ANP (Agência Nacional de Petróleo), o produto foi comercializado em média por R$ 113,54 entre os dias 3 e 9 de abril, antes do anúncio da estatal.

Aumento em março

Embora haja a expectativa de que alguns revendedores repassem a diminuição de custo do gás de cozinha para os consumidores, a redução estaria muito longe do necessário para repor os aumentos recentes. No mês de março, especialmente, a Petrobrás anunciou um reajuste de 16,06% no GLP, o que fez o custo do produto para as distribuidoras saltar de R$ 3,86 para R$ 4,48 por quilo.

Comparado ao mesmo período de abril de 2021, o botijão de 13 kg está 35% mais caro. Desde o início do governo Bolsonaro, em 2019, o produto já sofreu elevação de 64%, de acordo com dados da ANP.

Vale-gás

Uma nova parcela do vale-gás será paga em abril, a partir da próxima quinta-feira (14). A última parcela do benefício, que é bimestral, foi paga em fevereiro, com valor de R$ 52. O valor do vale-gás em abril ainda será definido. Por lei, ele deve corresponder a metade do preço do botijão de 13 kg, de acordo com a média nacional dos últimos seis meses calculada pela ANP.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Amaury Nogueira
Amaury da Silva Nogueira é bacharelando em Letras/Edição pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Apaixonado pelo universo da escrita, atua há dois anos como redator e realiza pesquisas sobre história da edição no Brasil. Além disso, atualmente pesquisa também sobre direitos e benefícios sociais para agregar conhecimento na redação do portal de notícias FDR.