O mundo é ‘tech’: bancos e carteiras digitais têm recorde de downloads; confira destaques

Em março, os bancos e carteiras digitais registraram um recorde de 24,741 milhões de downloads no Brasil. O levantamento foi realizado pelo Bank of America, por meio de dados da Sensor Tower, que acompanha dados do Google Play e Apple Store.

 O mundo é 'tech': bancos e carteiras digitais têm recorde de downloads; confira destaques
O mundo é ‘tech’: bancos e carteiras digitais têm recorde de downloads; confira destaques (Imagem: Montagem/FDR)

Em comparação ao mês anterior, houve um crescimento de 20,9% nos downloads de bancos e carteiras digitais. Já em relação ao mesmo período do ano passado, foi vista uma alta de 12,0%.

Em março, os aplicativos com mais downloads foram:

  1. Nubank (3,458 milhões)
  2. Bitz (3,412 milhões)
  3. PicPay (2,144 milhão)
  4. C6 Bank (2,018 milhão)
  5. Inter (1,576 milhão)

O Bank of America argumenta que o recorde foi sustentado pela forte performance de quase todos os bancos e carteiras digitais. A instituição destaca que o Nubank e o Bitz registraram patamares históricos de downloads.

Já ao considerar os usuários ativos mensais, os principais bancos e e-wallets foram:

  1. Nubank (27,309 milhões)
  2. PicPay (14,421 milhões)
  3. Mercado Pago (13,161 milhões)
  4. PagBank (10,210 milhões)
  5. C6 (7,992 milhões)

O BofA informa que, para melhor representar a atividade entre as fintechs, a Sensor revisou seus números históricos. Diante disso, a AME Digital e PAN deixaram a lista dos cinco principais.

Performance dos bancos tradicionais em março

Ao considerar os bancos tradicionais, em março, foram realizados 11,477 milhões de downloads. Isso representa um crescimento de 29,6% em relação a fevereiro. Em comparação ao mesmo período de 2021, houve uma alta de 24,0%.

O levantamento realizou uma diferenciação entre os downloads da Caixa Tem e Caixa. Estes foram os principais desempenhos de março.

  1. Caixa Tem (3,528 milhões)
  2. Caixa (2,148 milhões)
  3. Bradesco (1,629 milhão)
  4. Itaú Unibanco (1,437 milhão)
  5. Banco do Brasil (1,369 milhão)
  6. Santander Brasil (1,366 milhão)

Segundo análise do BofA, a performance positiva do Caixa Tem ocorreu, provavelmente, devido ao programa de microcrédito da Caixa. Essa nova oferta de empréstimo está disponível para pessoas físicas e Microempreendedores Individuais (MEIs).

A banco permite pagamento em até 24 parcelas. As taxas de juros são de até 3,60% ao mês. Além disso, o microcrédito da Caixa foi disponibilizados aos negativados.

Com relação aos usuários ativos entre os bancos tradicionais, os destaques foram:

  1. Bradesco (21,386 milhões)
  2. Caixa (15,854 milhões)
  3. Itaú (15,305 milhões)
  4. Caixa Tem (14,788 milhões)
  5. Banco do Brasil (12,749 milhões)
  6. Santander (10,798 milhões)

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Silvio Souza
Silvio Suehiro Souza é formado em Comunicação Social - Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes (UMC). Desde 2019 dedica-se à redação do portal FDR, onde tem acumulado experiência e vasto conhecimento na área ligada a economia, finanças e investimentos. Além disso, Silvio produz análises sobre produtos e serviços financeiros, sempre prezando pela imparcialidade e informações confiáveis.