Ações em alta: Braskem (BRKM5) sobe quase 7%; confira qual foi o motivo

Nesta quinta-feira (7), as ações da Braskem dispararam 6,96%, a R$ 45,49, na Bolsa de Valores. A valorização aconteceu diante de noticias do progresso na venda de parte da empresa, que, atualmente, pertence à Petrobras e à Novonor, antiga Odebrecht.

Ações em alta: Braskem (BRKM5) sobe quase 7%; confira qual foi o motivo
Ações em alta: Braskem (BRKM5) sobe quase 7%; confira qual foi o motivo (Imagem: Montagem/FDR)

Segundo apurado pelo Valor, a gestora de investimentos Apollo Capital realizou uma oferta não vinculante de R$ 44,57 por ação parte da Novonor na Braskem. Por meio da quantia oferecida pelo gestor, a holding Odebrecht, com a venda de 38,8% do capital total da Braskem, levantaria R$ 13,6 bilhões.

Mesmo que a Apollo tenha realizado a melhor oferta, ainda existem outras empresas concorrentes por essa fatia da petroquímica. Conforme fontes consultadas pelo Valor, os ativos estão sendo avaliados pela holding J&F (da família Batista), Unipar e BTG.

No dia anterior, O Estado de S. Paulo tinha informado que Apollo, Advent e Starboard estão entre as empresas que analisam o negócio. A operação estaria sendo assessorada pelo banco Morgan Stanley.

Posicionamento da Braskem após divulgação de notícias

Em comunicado ao mercado, diante da notícia sobre a venda da Braskem pelos acionistas Petrobras e Novonor, a petroquímica comunicou “que não é parte de eventuais discussões de seus acionistas sobre a venda de suas participações acionárias detidas na companhia”.

Além disso, a Braskem solicitou esclarecimentos de seus acionistas. Estes foram os posicionamentos:

A Petrobras comunicou que sua participação na Braskem integra a carteira de ativos à venda pela companhia, segundo divulgado no Plano Estratégico 2022-2026. A estatal ainda declarou que não vem estruturando nenhuma operação de venda no mercado privado.

A Novonor, por sua vez, comunicou que, na mesma linha de manifestações anteriores, reforça que mantém em andamento o processo de alienação de sua participação na petroquímica, “iniciado em cumprimento a compromissos assumidos com credores e oportunamente comunicado à Braskem”.

Dentro do contexto desse processo, a Novonor informa que vem avaliando todas as alternativas estratégias. Apesar disso, até o momento, a empresa alega que não existiu evolução material em qualquer alternativa. A companhia ainda disse que não há decisões tomadas.

Por fim, a Braskem comunica que continuará apoiando os acionistas e manterá o mercado informado sobre desdobramentos relevantes.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Silvio Souza
Silvio Suehiro Souza é formado em Comunicação Social - Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes (UMC). Desde 2019 dedica-se à redação do portal FDR, onde tem acumulado experiência e vasto conhecimento na área ligada a economia, finanças e investimentos. Além disso, Silvio produz análises sobre produtos e serviços financeiros, sempre prezando pela imparcialidade e informações confiáveis.