Ações da Cielo (CIEL3) têm pregão positivo e chegam a subir 10%; confira motivos

Na última sexta-feira (1º), as ações da Cielo (CIEL3) tiveram uma das maiores valorizações do dia. A valorização ocorreu em meio à redução da curva de juros futuros, e também da empresa integrar a carteira recomendada mensal do BTG Pactual.

Ações da Cielo (CIEL3) têm pregão positivo e chegam a subir 10%; confira motivos
Ações da Cielo (CIEL3) têm pregão positivo e chegam a subir 10%; confira motivos (Imagem: Montagem/FDR)

As estimativas sobre os juros impactam as projeções sobre as ações da Cielo. Isso ocorre porque os custos de operações oscilam com a taxa básica de juros.

Outro ponto a se considerar é que os ativos da companhia seguem distantes das máximas. A desvalorização foi puxada pela elevação da concorrência, e também pela pandemia de coronavírus.

O BTG Pactual inseriu a Cielo na carteira recomendada de small caps de abril. O motivo foi o aumento das taxas de antecipação de recebíveis. Segundo o banco, o reajuste é visto como positivo para a retomada da margem de lucro da empresa.

As taxas de antecipação de recebíveis são a grande fonte de receita de companhias de maquininhas de cartão. Atualmente, existe um movimento setorial de elevar essas taxas.

Na visão do BTG, essa elevação pode resultar em um “momentum” melhor para as companhias que já desvalorizaram muito — como é o caso da Cielo.

O “momentum” é um termo da análise técnica que indica o resultado da diferença entre o valor de fechamento de ação no passado e o preço atual. Isso dentro de um período estabelecido pelo analista.

Já conforme análise do Itaú BBA, a alta das taxas pode favorecer o balanço do primeiro trimestre deste ano da Cielo. O banco declara que o setor de meios de pagamento pode estar construindo as bases para uma forte retomada dos lucros em 2023.

Desempenho das ações da Cielo

Na última sexta-feira, os papéis da Cielo chegaram a subir 10%, mas fecharam em alta de 8,02%, a R$ 3,36. Este foi o segundo maior crescimento diário dentro do Ibovespa, principal índice da Bolsa de Valores. A companhia ficou atrás somente da Méliuz, que subiu 9,37% no dia.

No acumulado da semana, as ações tiveram a maior valorização entre os ativos do Ibovespa, com aumento de 16,26%. No ano, os ativos já tiveram elevação de 47,36%.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Silvio Souza
Silvio Suehiro Souza é formado em Comunicação Social - Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes (UMC). Desde 2019 dedica-se à redação do portal FDR, onde tem acumulado experiência e vasto conhecimento na área ligada a economia, finanças e investimentos. Além disso, Silvio produz análises sobre produtos e serviços financeiros, sempre prezando pela imparcialidade e informações confiáveis.