Prepare o bolso: gás encanado pode ficar até 60% mais caro

Os brasileiros que já estão pagando caro pelo gás de cozinha precisam se preparar. Isto pois nos próximos meses, o preço do gás encanado deve encarecer 60% até agosto, segundo projeções da ARM Consultoria.

O gás encanado é natural, não é refinado do petróleo, como o GLP, o gás de botijão. No entanto, o seu preço também é impactado pela cotação internacional do petróleo. Em decorrência do conflito entre Rússia e Ucrânia, o preço do barril de petróleo cresceu fortemente.

O preço do gás em botijão também aumentou chegando a R$160. O gás encanado também passará por aumento. Segundo o sócio-fundador da ARM Consultoria, Bruno Armbrust, em maio, deve acontecer um reajuste de 20% a 25%.

“Estimamos que agosto deve ser o pico de aumento dos preços do gás encanado, acumulando alta de 60% no ano, isso se o barril de petróleo de mantiver na casa dos US$ 115. Mas se ficar ainda mais caro, poderemos ver um novo reajuste em novembro”, disse Armbrust ao UOL.

O diretor de Gás Natural da Abrace (Associação dos Grandes Consumidores Industriais de Energia e de Consumidores Livres), Adriano Lorenzon, disse que o preço do gás encanado é determinado pelo valor do barril de petróleo tipo Brent, que está caro em decorrência da guerra.

“Hoje, a Petrobras é a principal fornecedora de gás encanado e responde por algo em torno de 90% do mercado brasileiro. A precificação que a empresa usa para o gás é baseada no petróleo Brent, que está sofrendo altas no preço desde o final do ano passado. A situação ficou pior com a guerra na Ucrânia”, disse Lorenzon ao UOL.

No entanto, o crescimento no preço do petróleo não será sentido no gás de forma imediata. Os aumentos que vem acontecendo deste o início deste ano devem ser percebidos com mais intensidade em maio. 

Setores que mais sentirão a alta 

Atualmente, o gás encanado é mais utilizado em indústrias do que em residências. De acordo com dados da Armbrust, o Brasil possui cerca de 70 milhões de residências e que apenas 3,5 milhões são abastecidos pelo gás encanado.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Paulo Amorim
Paulo Henrique Oliveira é formado em Jornalismo pela Universidade Mogi das Cruzes e em Rádio e TV pela Universidade Bandeirante de São Paulo. Atua como redator do portal FDR, onde já cumula vasta experiência e pesquisas, produzindo matérias sobre economia, finanças e investimentos.