Etanol volta a ser mais interessante do que a gasolina em 4 estados; confira

Uma pesquisa recente da Agência Nacional do Petróleo, Gás natural e Biocombustíveis (ANP), mostrou que nos estados de São Paulo, Minas Gerais, Mato Grosso e Goiás está mais barato abastecer o carro com etanol hidratado do que com gasolina. A pesquisa foi realizada entre dias 13 e 19 de março.

Esta mudança nos preços é decorrente do terreno que o combustível vem conquistando em cima do etanol anidro, que possui em sua composição uma mistura de gasolina.

Porém, os dados divulgados pela ANP são muito gerais para serem considerados em qualquer posto. Para conferir se realmente está vantajoso substituir a gasolina pelo álcool é preciso efetuar um cálculo básico, multiplicando na calculadora o preço da gasolina por 0,7.

Caso o resultado fique menor que o preço do etanol, ainda é vantajoso optar pela gasolina. No entanto, se o resultado for superior ao preço do etanol, isto significa que está mais em conta optar pelo combustível de álcool.

É projetado que em 2022, a produção do etanol de cana cresça em 5,6% para 25,25 bilhões de litros. Já o etanol de milho terá um incremento de 18,9% em sua produção indo para 4,2 bilhões de litros. O etanol, por sua vez, passará por uma redução de 10,7% na produção.

Esta alteração na produção pode ser vista no preço do combustível, que passou por uma queda no preço do litro médio nos últimos seis meses, segundo a CEPEA/ESALQ (Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada Departamento de Economia, Administração e Sociologia da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz, da USP), passando de R$ 3,72 em novembro para R$ 3,12 em março.

Reajuste dos combustíveis

Na quinta, 10, diante da disparada do preço do Petróleo, a Petrobras anunciou o reajuste no preço da gasolina e do diesel após cerca de dois meses do último reajuste.

“Após 57 dias sem reajustes, a partir de 11/03/2022, a Petrobras fará ajustes nos seus preços de venda de gasolina e diesel para as distribuidoras”, disse a estatal através de um comunicado.

Sendo assim a partir de sexta, 11, o preço médio de venda da gasolina para as distribuidoras sobe de R$ 3,25 para R$ 3,86 por litro, um aumento de 18,8%. Para o diesel, o preço médio passará de R$ 3,61 para R$ 4,51 por litro, uma alta de 24,9%

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Paulo Amorim
Paulo Henrique Oliveira é formado em Jornalismo pela Universidade Mogi das Cruzes e em Rádio e TV pela Universidade Bandeirante de São Paulo. Atua como redator do portal FDR, onde já cumula vasta experiência e pesquisas, produzindo matérias sobre economia, finanças e investimentos.