Com a gasolina, GNV, diesel e etanol mais caros, vale a pena ter um carro elétrico?

Que os combustíveis estão cada vez mais caros não é uma novidade. Porém, os carros elétricos ainda são tratados como novidade por muitos brasileiros. Diante deste cenário de combustíveis nas alturas, será que vale a pena investir em um carro elétrico? Confira algumas vantagens desvantagens.

Vantagens 

Para começar, os carros elétricos possuem custo bem mais reduzido de manutenção em comparação com os carros tradicionais a combustão. 

O custo é menor pois não será preciso se preocupar com troca de filtro de óleo, correia dentada ou filtro de combustível. Portanto, mesmo que os pneus se desgatem mais, as manutenções de carros elétricos podem custar até 30% menos do que os tradicionais.

Um dos principais motivos para a compra de um carro elétrico é o meio-ambiente. O veículo movido a eletricidade não emite gases poluentes. Este já deveria ser um motivo decisivo para a compra deste tipo de carro, mas existem também outras razões.

Este é uma das principais razões para a troca. Mesmo que os elétricos ainda sejam veículos mais caros que os tradicionais, uma vez que o JAC E-JS1, modelo mais barato à venda no país, tem um valor em torno de R$ 160 mil, os elétricos proporcionam um custo-benefício muito mais interessante, a começar pelo gasto com combustível.

Tomando como exemplo o carro chinês citado acima, é possível fazer um cálculo rápido. O subcompacto roda 302 quilômetros com uma carga completa.

Os carros elétricos são mais caros realmente. Porém, após a compra, este tipo de veículo garante benefícios aos donos, até mesmo na questão dos impostos.

Desvantagens 

Os elétricos demoram em média 30 minutos para realizar uma carga de 80%. Já os carros convencionais levam menos de 5 minutos para serem abastecidos. 

Outro ponto negativo são os altos preços dos elétricos. Modelos compactos chegam a custar o mesmo que SUVs e sedãs do segmento premium.

Por fim, a infraestrutura para a recarga dos carros ainda é insuficiente em grande parte do Brasil. Como nas estradas é exigida uma aceleração constante, a autonomia dos elétricos fica comprometida em comparação com os veículos a combustão.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Paulo Amorim
Paulo Henrique Oliveira é formado em Jornalismo pela Universidade Mogi das Cruzes e em Rádio e TV pela Universidade Bandeirante de São Paulo. Atua como redator do portal FDR, onde já cumula vasta experiência e pesquisas, produzindo matérias sobre economia, finanças e investimentos.