Crianças e adolescentes podem, e devem, começar a investir; aprenda como

Pensa em investimentos para o seu filho? Excelente escolha! É possível abrir conta em uma instituição de investimentos em nome de uma criança ou adolescente. Aproveite a 10ª edição da Global Money Week (Semana Mundial do Dinheiro), campanha internacional de educação financeira para jovens, para cuidar do futuro financeiro de quem você ama.

Os eventos vão até a próxima sexta-feira (25/03) e você pode acompanhar a programação no site oficial da campanha: http://gmw.investidor.gov.br/

Não vai conseguir acompanhar os eventos?

Não tem problema, abaixo explicamos como fazer investimentos em nome de menores e a importância de correr contra o tempo.

Quando somos jovens, não temos o hábito de pensar no futuro, “querer algo agora”, sem ter conhecimento de quanto custa ou o que precisamos fazer para conquistar algo é natural quando somos jovens, mas a Educação Financeira está crescendo no Brasil e esta realidade está mudando:

Em menos de 2 anos, o número de adolescentes e crianças que investem na bolsa aumentou 73%. Atualmente são 10.160 mulheres e 12.527 homens conforme dados da B3.

Ao iniciarmos nossa trilha rumo a independência financeira, o tempo pode ser o nosso maior aliado (quando somos jovens) ou nosso pior inimigo (ao atingirmos certa idade). Quanto antes começarmos a investir melhor, afinal os juros compostos (fator chave para o enriquecimento) precisam de tempo.

Seja pensando na faculdade do seu filho, carro quando ele completar a maior idade ou até mesmo na aposentadoria dele, montar uma carteira de investimentos para o seu filho e ensinar sobre dinheiro a ele, é importante para que ele cresça sabendo dar valor ao dinheiro e entender que abrir mão de pequenos desejos de curto prazo, significa grandes conquistas no longo prazo.

O que é necessário para abrir conta em uma corretora de valores para menores?

Documentos do menor e do responsável, comprovante de residência (em nome do responsável ou menor) e uma conta bancária em nome do menor ou conjunta com algum dos pais.

Uma conta bancária bem interesse para menores, é a conta Kids do Banco Inter, pois é uma conta digital e sem taxas.

Qual instituição de investimentos devo escolher?

Em primeiro lugar fuja dos grandes bancos no qual o gerente pretende oferecer produtos que são vantajosos apenas aos bancos e possuem rentabilidade bem baixa ao cliente. As corretoras de valores possuem melhores ofertas de investimentos de renda fixa e taxa zero para renda variável.

Cuidado também com os assessores das corretoras, assim como os gerentes de bancos, o grande interesse deles é a comissão gerada dos investimentos. O ideal é você estudar antes de investir ou contratar um profissional de sua confiança. Os profissionais “gratuitos” que as instituições financeiras te oferecem, estão focados em gerar resultados as instituições e não para você.

A corretora de valores que considero ideal tanto para menores quanto adultos, é a Nu Invest, corretora do Nubank. Além de taxa zero, site e aplicativo são fácies de mexer e você não receberá ligações inconvenientes te induzindo a fazer determinado investimento.

Qual investimento devo escolher?

 Sempre recomendo mais de um, não existe o melhor investimento, existe uma boa carteira de investimentos, a diversificação é fundamental.

Já pensou você chega em casa, coloca todos os ovos em uma cesta e ela cai? Fim de todos os ovos, agora pense em você investindo somente em uma ação e a empresa quebra? Ou investir tudo na poupança e o rendimento não acompanhar os aumentos de preços (a inflação está bem alta) ou ser confiscada como já foi um dia?

Nesta diversificação, se a previsão de resgate deste investimento é no curto prazo (até três anos), o ideal é investir em títulos de renda fixa com prazo, como CDB, LCI e LCA. Os grandes bancos possuem estes investimentos, mas com rentabilidade bem inferior do que nas corretoras de valores. Compare as taxas oferecidas.

Para médio e longo prazo (acima de 4 anos): Os títulos do Tesouro Direto, Fundos Imobiliários e Ações apresentam excelentes retornos considerando este período, mas estude o básico para não escolher “qualquer coisa”, fique atento aos vencimentos dos títulos do Tesouro, o quanto de renda mensal determinado fundo imobiliário está gerando e a solidez financeira das empresas da bolsa de valores.

Um forte abraço e bons investimentos!

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Cleiton Vicente
Formado em Administração de Empresas, pós-graduado em Finanças com especializações em Investimentos, Psicologia Econômica e Planejamento Financeiro. Founder da "Finanças.Vc" e atua como Consultor de Finanças Pessoais e Investimentos com mais de 15 anos de experiência no mercado financeiro. No FDR, possui sua própria coluna com dicas e orientações sobre como investir com segurança e de forma descomplicada.