Renda Fixa volta a gerar ganhos de 1% ao mês

Entre maio de 2017 e fevereiro de 2022, em modalidades mais arrojadas, os investidores conseguiram taxa de retorno que compensou o risco maior. Apesar disso, em meio ao ciclo atual de alta da taxa Selic, a renda fixa tende a gerar ganhos de 1% ao mês.

Renda Fixa volta a gerar ganhos de 1% ao mês
Renda Fixa volta a gerar ganhos de 1% ao mês (Imagem: Montagem/FDR)

Segundo apurado pelo Valor, antes do período de 2017 a 2022, o cenário era diferente. Entre fevereiro de 1998 e abril de 2017, os conceitos de diversificação dos investimentos eram abordados de forma restrita.

Os dois períodos se diferenciavam pelo nível da taxa básica de juros. Nos últimos cinco anos, a taxa Selic permaneceu sempre abaixo de 1% ao mês. Um ano atrás, por exemplo, a taxa básica de juros estava no menor nível histórico, de 2% ao ano.

Por outro lado, no período de juros maiores, a taxa básica de juros se manteve acima de 1% ao mês em 70% do tempo. Nestes anos, existiam poucos investimentos que rendiam consistentemente acima de modalidades mais conservadoras — e com liquidez diária.

Diante do cenário presenciado nos últimos cinco anos, os investidores passaram a procurar alternativas de aplicações. Como forma de obter melhores retornos, as pessoas começaram a assumir mais riscos.

Ciclo de aumento da Selic deve favorecer ganhos da renda fixa

Por conta da inflação persistente no Brasil, o Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central vem aumentando a Selic desde março de 2021. A taxa básica de juros saiu da mínima histórica de 2% ao ano — e, atualmente, está em 11,75% ao ano.

Segundo previsões de economistas, a partir de 4 de maio, os juros básicos devem retornar ao nível de 1% ao mês. Neste dia, o Copom fará a próxima reunião. O próprio colegiado já indiciou que subirá a taxa Selic novamente.

De qualquer forma, o investidor precisa se atentar às novas condições financeiras do Brasil. A pessoa também deve avaliar até quando o nível de 1%, da Selic, permanecerá.

No Boletim Focus divulgado na última segunda-feira (14), os economistas indicaram que a Selic deve encerrar 2022 a 12,75% ao ano. Apesar disso, para o final de 2024, o mercado prevê que a Selic deve reduzir para 8,75% ao ano.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Silvio Souza
Silvio Suehiro Souza é formado em Comunicação Social - Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes (UMC). Desde 2019 dedica-se à redação do portal FDR, onde tem acumulado experiência e vasto conhecimento na área ligada a economia, finanças e investimentos. Além disso, Silvio produz análises sobre produtos e serviços financeiros, sempre prezando pela imparcialidade e informações confiáveis.