Para Guedes, alta inflação não é culpa do Governo, mas sim, de outro fator; entenda

Com uma das maiores inflações da história, governo federal se ausência sobre responsabilidade. Na última semana, o ministro da economia, Paulo Guedes, alegou que o atual cenário de crise nacional não tem a ver com a gestão de Jair Bolsonaro. Ele atribuiu o encarecimento de produtos e serviços há outras questões. Confira.

Para Guedes, alta inflação não é culpa do Governo, mas sim, de outro fator; entenda (Imagem: FDR)
Para Guedes, alta inflação não é culpa do Governo, mas sim, de outro fator; entenda (Imagem: FDR)

O Brasil está vivendo uma das maiores crises econômicas das últimas décadas, mas Bolsonaro aparenta não ter responsabilidade sobre tal situação. De acordo com Paulo Guedes, o atual cenário é um fenômeno mundial que não deve ser visto como consequência da má gestão do atual governo.

“Vejam, a inflação é mundial, não tem nada a ver ‘ah, o governo Bolsonaro’… não, o mundo sofreu um choque adverso”, afirmou. “A inflação vai subir de novo ano que vem? Não. Vai descer porque agimos primeiro.”

O ministro enfatizou o fato de que sua gestão vem tentando reduzir o encarecimento dos serviços e produtos, através do corte de impostos. Em evento, mencionou ainda que o Banco Central subiu os juros para enfrentar a inflação antes de outros países e que o governo reduziu seu déficit fiscal.

De acordo com Guedes, o Brasil está crescendo menos este ano exatamente por ter agido antes.

Desemprego e inflação

Enquanto o líder econômico nega sua responsabilidade, a população permanece sentindo os impactos da inflação. O país vem registrando um crescimento continuo no desemprego, a gasolina vem sendo vendida a mais de R$ 7 e a população cada vez mais tem seu poder de compra e venda reduzido.

A previsão até o fim do ano, ainda enfrentando uma campanha eleitoral, não é otimista. Analistas econômicos alegam que o país permanecerá em crise, sem estimativas de melhorias ao longo dos próximos meses.

A nível nacional, a principal motivação é o atual cenário de instabilidade política e social. O governo Bolsonaro passou por diversas polemicas e tem sido fortemente criticado justamente pela falta de eficácia diante de uma crise humanitária que afeta todo o mundo.

No entanto, Bolsonaro e sua equipe usam da pandemia do novo coronavírus e, recentemente, do conflito entre Rússia e Ucrânia, para se ausentar das suas responsabilidades, culpabilizando ambas as ocasionais que motivaram a atual realidade econômica nacional.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Eduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestra em ciências da linguagem pela Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo na mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de assessorar marcas nacionais como Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR, onde já acumula anos de experiência e pesquisas sobre economia popular e direitos sociais.