Mercado congelado: Rússia proíbe pagamento de títulos e ações para estrangeiros

Nesta quarta-feira (2), o Banco Central da Rússia informou que proibiu o pagamento de cupons para investidores estrangeiros que detêm dívida soberana denominada em rublos. Ainda foi estabelecido que as companhias russas não poderão pagar dividendos a acionistas estrangeiros.

Mercado congelado: Rússia proíbe pagamento de títulos e ações para estrangeiros
Mercado congelado: Rússia proíbe pagamento de títulos e ações para estrangeiros (Imagem: Montagem/FDR)

As medidas do Banco Central valem apenas para os investidores estrangeiros. A autoridade monetária não indicou o tempo de duração das restrições.

A alteração aconteceu quando o Banco Central e o presidente russo, Vladimir Putin, determinaram controles para bloquear a saída de moeda estrangeira da Rússia nos últimos dias.

Em comunicado, o BC declarou que os emissores são elegíveis para decidir sobre o pagamento e dividendos e outros títulos. Contudo, o BC declara que não serão feitos pagamentos reais para clientes estrangeiros. Isso ainda se aplica à divida soberana denominada em rublos.

Nesta quarta-feira (2), o governo da Rússia deveria realizar um pagamento de cupom em um título de rublo com vencimento em 28 de fevereiro de 2024.

Entre os detentores recentes desse título, estão fundos administrados por J.P. Morgan Chase & Co, State Street Global Advisors e Vanguard Group Inc. A informação faz parte dos dados da Factset, do fim de janeiro, e foi apurada pelo Dow Jones Newswires.

Os não residentes da Rússia possuíam aproximadamente 3 trilhões de rublos em dívida soberana em rublos (US$ 28 bilhões) — de um mercado total de 15,5 trilhões de rublos. Os dados, apurados pela Reuters, são do Banco Central de 1º de fevereiro.

Banco Central da Rússia ainda anunciou novas medidas

Nesta quarta-feira (2), o BC da Rússia alegou que, temporariamente, suspenderá as transferências de entidades e indivíduos legais estrangeiros de diversos países para contas no exterior.

Ainda deve ocorrer a limitação temporária de transferência para algumas nações equivalentes a US$ 5 mil por mês. Essa medida vale para não residentes que não possuem alguma conta.

De modo separado, o sistema da Rússia para supervisão da venda de títulos informou que limitaria as opções de pagamento de ativos russos para empresas e indivíduos estrangeiros.

Também foi indicada a limitação do direito de transferência desses ativos. Isso conforme um pedido do Banco Central local.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Silvio Souza
Silvio Suehiro Souza é formado em Comunicação Social - Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes (UMC). Desde 2019 dedica-se à redação do portal FDR, onde tem acumulado experiência e vasto conhecimento na área ligada a economia, finanças e investimentos. Além disso, Silvio produz análises sobre produtos e serviços financeiros, sempre prezando pela imparcialidade e informações confiáveis.