FBI cria unidade especial para fiscalizar criptomoedas; saiba mais

O Departamento Federal de Investigação dos Estados Unidos (FBI, na sigla em inglês) lançou criou a Unidade de Exploração de Ativos Virtuais. A unidade especial fiscalizará crimes relacionados a criptomoedas. O anúncio foi realizado pelo Departamento de Justiça (DOJ) na última quinta-feira (17).

FBI cria unidade especial para fiscalizar criptomoedas
FBI cria unidade especial para fiscalizar criptomoedas (Imagem: Montagem/FDR)

A notícia integra um anúncio do Departamento de Justiça sobre a nomeação da primeira diretora da Equipe Nacional de Fiscalização de Criptomoedas (NCET). A criação havia sido em outubro do ano passado.

A nova equipe será liderada por Eun Young Choi, ex-conselheira sênior da Procuradoria-Geral. Ela liderou o caso contra um hacker da Rússia que auxiliou a roubar dados de mais de 80 milhões de clientes do banco JPMorgan & Chase.

De acordo com o DOJ, a nova Unidade de Exploração de Ativos Virtuais será um time com profissionais especializados em criptomoedas. A equipe se dedicará a proporcionar análise, treinamento e análise para o FBI — e também inovar suas ferramentas de moedas digitais para se anteciparem a possíveis ameaças.

Segundo a vice-procuradora-geral dos Estados Unidos, Lisa Monaco, fez um alerta aos criminosos que utilizam moedas digitais. Ela também apelou às empresas que trabalham com criptomoedas.

Lisa declarou que depende dessas companhias para eliminar os abusos em moedas digitais. Para as empresas que não colaborarem, ela afirma que serão responsabilidade onde for possível.

Unidade especial para fiscalizar criptomoedas foi anunciada após apreensão histórica

No início do mês, o Departamento de Justiça tinha feito a maior apreensão financeira da história. Há a acusação de que um casal de Nova York realizou lavagem de dinheiro com bitcoin — atualmente avaliados acima de US$ 4,5 bilhões.

A quantia teria sido roubada em 2016 — durante um ataque hacker a uma casa de câmbio de criptomoedas.

No ano passado, foi registrado um conjunto de ataques virtuais na maior fornecedora de carne bovina do planeta, a brasileira JBS, e na principal rede de oleodutos norte-americanos. Diante disso, o governo do presidente Joe Biden tem elevado a inspeção da indústria de moedas digitais.

Grupos de ransomware — ataque em que ocorre o sequestro de informações, bloqueio de sistema e solicitação de resgate em dinheiro —, normalmente dependem de pagamento em bitcoin. Em certas situações, o FBI conseguiu rastrear e recuperar uma parcela da quantia do resgate.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Silvio Souza
Silvio Suehiro Souza é formado em Comunicação Social - Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes (UMC). Desde 2019 dedica-se à redação do portal FDR, onde tem acumulado experiência e vasto conhecimento na área ligada a economia, finanças e investimentos. Além disso, Silvio produz análises sobre produtos e serviços financeiros, sempre prezando pela imparcialidade e informações confiáveis.