INSS: Onyx Lorenzoni se reúne hoje (16) com peritos para negociar fim da greve

Por dois dias os peritos do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) paralisaram as atividades em protesto às condições de trabalho e remuneração. A atitude impactou o andamento dos processos previdenciários de, pelo menos, 27 mil segurados por todo o Brasil.

INSS: Onyx Lorenzoni se reúne hoje (16) com peritos para negociar fim da greve
INSS: Onyx Lorenzoni se reúne hoje (16) com peritos para negociar fim da greve. (Imagem: Marcos Rocha/ FDR)

Neste sentido, acredita-se que uma reunião seja feita entre o ministro do Trabalho e Previdência, Onyx Lorenzoni, a Associação Nacional dos Médicos Peritos (ANMP) e o secretário de Previdência, Leonardo Rolim, nesta quarta-feira, 16, para tratar sobre o tema. Vale lembrar que foram duas ocasiões nas quais os peritos entraram em greve, a primeira no dia 31 de janeiro e a segunda nos dias 8 e 9 de fevereiro.

Durante o encontro os líderes debateram o clamor da classe e, entre os pedidos está o reajuste salarial na faixa de 19,99%. O percentual foi indicado como uma forma de repor as perdas salariais decorrentes dos impactos da inflação entre os anos de 2019 a 2022.

Mas não para por aí, pois os peritos do INSS também solicitaram que os atendimentos presenciais nas unidades previdenciárias de todo o país se limitem a 12 como meta diária.

O número máximo de atendimentos está vinculado ao pedido de realização de um concurso público com o objetivo de preencher cerca de três mil vagas de médicos peritos que estão em aberto. Desta forma, seria possível ampliar a mão de obra e equilibrar a demanda do instituto, tendo em vista que a sobrecarga é uma das principais reclamações.

Vale mencionar que o último concurso público realizado pelo INSS foi no ano de 2015, abrindo vagas para analista e técnico do seguro social. Ao todo, 950 candidatos foram aprovados e convocados com o auxílio do Cebraspe, organizador do processo seletivo.

O total de 1.087.804 brasileiros de todo o país se inscreveram em busca de uma vaga na autarquia, na esperança de receber salários entre R$ 4.886,87 e R$ 7.496,09 segundo informações do edital.

Entende-se que a contratação de novos servidores públicos seja capaz de agilizar a análise dos processos previdenciários e assistenciais em trâmite. Assim, seria possível reduzir drastica e rapidamente a lista de espera do INSS que hoje é composta por 1,8 milhão de pedidos.

Lembrando que a mobilização para esta greve ocorreu após o presidente da República, Jair Bolsonaro, vetar cerca de R$ 1 bilhão do Orçamento de 2022. A quantia mencionada equivale a cerca de um terço dos gastos discricionários que o ministro Onyx Lorenzoni teria previsto para o INSS no decorrer deste ano.

Desta forma, restaram apenas R$ 2,035 bilhões, destacando que o INSS foi um dos órgãos mais afetados pelo corte de verba, mediante a perda de R$ 988 milhões que seriam aplicados nos setores de administração, gestão ou processamento de dados.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Laura Alvarenga
Laura Alvarenga é graduada em Jornalismo pelo Centro Universitário do Triângulo em Uberlândia - MG. Iniciou a carreira na área de assessoria de comunicação, passou alguns anos trabalhando em pequenos jornais impressos locais e agora se empenha na carreira do jornalismo online através do portal FDR, onde pesquisa e produz conteúdo sobre economia, direitos sociais e finanças.