Se depender de Bolsonaro, privatização da Petrobras é realidade; entenda

Nesta quarta-feira (9), o presidente Jair Bolsonaro voltou a realizar um discurso favorável à privatização da Petrobras. Bolsonaro disse, em viagem ao Rio Grande do Norte, que deseja ficar livre da companhia. Ele ainda declarou que os governadores são culpados pela alta nos valores dos combustíveis.

Se depender de Bolsonaro, privatização da Petrobras é realidade; entenda
Se depender de Bolsonaro, privatização da Petrobras é realidade; entenda (Imagem: Montagem/FDR)

Ao ser questionado sobre o aumento nos preços dos combustíveis, Bolsonaro afirmou que deseja “ficar livre” da Petrobras. A afirmação foi realizada à uma plateia durante evento sobre as obras do Rio São Francisco, no Rio Grande do Norte.

“Procurem saber quanto a governadora [Fátima Bezerra, RN] cobra de ICMS aqui. Eu não tenho o poder de chegar na Petrobras e dizer: tá congelado ou diminui o preço do combustível. Não tenho esse poder”, afirma Bolsonaro.

“Até gostaria de ficar livre da Petrobras, que me acusam de uma coisa que não tenho responsabilidade”, prossegue.

Segundo o presidente, o imposto estadual “dobrou de preço”. Contudo, o percentual continua o mesmo — mas o preço varia conforme o valor final praticado nos postos.

Na avaliação de Bolsonaro, mesmo com a alta no valor do barril do petróleo e o câmbio adverso, os governadores possuem responsabilidade pelo aumento nos combustíveis.

O presidente afirma que “há cinco ou seis semanas consecutivas, o preço do álcool tem caído e na ponta da linha não diminui”. Conforme Bolsonaro, a culpa não é do dono do posto, mas dos governadores.

Isso porque, conforme o presidente, “eles cobram imposto não com base do etanol na usina, mas na bomba”.

Bolsonaro já tinha se posicionado a favor da privatização da Petrobras anteriormente

Essa não foi a primeira vez que Jair Bolsonaro demonstrou o interesse de privatizar a Petrobras. Por exemplo, em outubro do ano passado, o presidente declarou que discutiria a questão com a equipe econômica do governo.

Na ocasião, o valor do gás de cozinha estava sendo destaque. O botijão, em alguns locais, estava sendo vendido por aproximadamente R$ 100.

O desejo de privatizar a empresa também foi indicado pelo Ministro da Economia, Paulo Guedes. Apesar disso, este projeto tem apresentado dificuldades de avanço no Congresso Nacional.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Silvio Souza
Silvio Suehiro Souza é formado em Comunicação Social - Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes (UMC). Desde 2019 dedica-se à redação do portal FDR, onde tem acumulado experiência e vasto conhecimento na área ligada a economia, finanças e investimentos. Além disso, Silvio produz análises sobre produtos e serviços financeiros, sempre prezando pela imparcialidade e informações confiáveis.