Vagas de emprego: Tribunal de Justiça abre concurso para 63 vagas no TO; confira

O Tribunal de Justiça do Tocantins divulgou algumas informações sobre o próximo concurso. Assim, foi definido a banca organizadora, a previsão de vagas de emprego e os cargos que serão oferecidos no certame.

Na última quarta-feira (12), o Tribunal de Justiça do Tocantins definiu a banca organizadora do próximo concurso. O certame terá a organização da Fundação Getúlio Vargas (FGV). Além disso, divulgou a previsão do quantitativo de vagas de emprego a serem disponibilizadas, assim como os cargos.

O concurso público do TJ-TO contará com 63 vagas de emprego, mais a formação para cadastro reserva. A maioria dos cargos é do nível médio, mas também terá oportunidades para o nível superior. Veja abaixo:

  • Nível médio: técnico judiciário – apoio judiciário e administrativo (50 vagas mais CR) e informática (oito vagas mais CR); e
  • Nível superior: contador/distribuidor – Ciências Contábeis ou Econômicas (cinco vagas mais CR).

Os candidatos aprovados para os cargos de nível médio receberão R$ 7.312,99, sendo R$ 5.625,38 de vencimento mais R$ 1.687,61 pela Gratificação de Atividade Judiciária (GAJ). Para os cargos de nível superior a remuneração mensal será de R$ 12.243,37, sendo R$ 9.417,98 de vencimento mais R$ 2.825,39 de GAJ.

O processo seletivo será distinto para os níveis de escolaridade. Sendo assim, para os candidatos de nível médio, que irão concorrer a uma das vagas de emprego no cargo de técnico judiciário, será aplicada uma prova objetiva.

Essa será composta por 80 questões dividida em Conhecimentos Básicos e Específicos, além de uma redação, com tema único para todas as áreas. Já os candidatos de nível superior além da prova objetiva também terão uma discursiva com três questões de Conhecimentos Específicos.

As provas serão realizadas nos municípios de Palmas, Araguaína e Gurupi, do Estado do Tocantins. No ano passado, o vice-presidente do Tribunal de Justiça do Tocantins, desembargador Pedro Nelson Coutinho, afirmou que o concurso será finalizado em abril, com a seleção ocorrendo até setembro.

O certame é esperado desde 2018, mas foi adiada devido a irregularidades encontradas com a antiga organizadora, a Cebraspe. Na época, a expectativa era que fossem disponibilizadas vagas de emprego para o cargo de analista judiciário em diversas especialidades.

Além disso, o concurso teria oportunidades para oficial de justiça avaliador e técnico judiciário, em apoio judiciário e administrativo, Informática, programador de computadores e técnico de enfermagem, de níveis médio e técnico.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Glaucia Alves
Gláucia Alves é formada em Letras-Inglês pela Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE). Atuou na área acadêmica durante 8 anos. Em 2020 começou a trabalhar como corretora de redação. Atualmente, trabalha na equipe do portal FDR, produzindo conteúdo sobre economia e direitos da população brasileira, onde já acumula anos de pesquisa e experiência. Além de realizar consultoria de redação on-line.