Golpe do PIX com QR Code já fez várias vítimas; confira como não cair

O PIX, solução de pagamentos do Banco Central, se tornou um dos alvos de criminosos para a aplicação de golpes. A popularidade do PIX QR Code, chamou a atenção destes bandidos, que agora criaram dois golpes, envolvendo especialmente, o pagamento de contas de consumo. Os fraudadores criam contas e faturas muito parecidas com as originais e enviam aos consumidores destas empresas. Saiba detalhes.

Clique aqui e aperte o botão "Seguir" para você ser o primeiro a receber as últimas informações sobre este assunto no seu celular!

publicidade

A empresa de cibersegurança Kaspersky, explicou que os golpistas constataram que as empresas vem estimulando que os clientes paguem suas faturas utilizando o QR Code do PIX, e passaram a se aproveitar disso. 

Foram detectadas duas fraudes, uma com foco em usuários domésticos e o outra em pequenas e médias empresas. Comum nas duas variantes do golpe, está o uso do código QR do PIX. A única maneira de evitar cair no golpe é prestar atenção na identificação do CNPJ do recebedor.

A primeira variante do golpe já é bem conhecida e muito comum no início do ano, as famosas contas/faturas falsas. No exemplo dado pela Kaspersky, os criminosos disfarçaram o golpe em uma conta de telefone ou pacote de internet. A novidade é a inserção do QR Code como opção de pagamento. Como forma de chamar a atenção do consumidor, os criminosos oferecem um suposto desconto de 5% se a conta for paga via código QR.

publicidade

Da mesma maneira que nas contas originais, o PIX é uma das alternativas de pagamento. No documento falso também está presente o código de barras e sua numeração. 

Como forma de deixar o golpe mais real, os criminosos ainda desenvolveram uma forma de  disfarçar o e-mail real de qual realizou o envio da mensagem falsa. 

Fabio Assolini, analista sênior da Kaspersky no Brasil, disse que os golpistas atualizaram um golpe que já era bastante conhecida: a do falso boleto:

“A fatura falsa já existe há muito tempo. Agora, a maioria das concessionárias e empresas prestadoras de serviços de telefonia, internet, fornecedoras de águas e distribuidoras de energia, enviam suas faturas por e-mail. Mas os criminosos estão interceptando estes e-mail e simulando contas falsas. O documento é muito parecido, em alguns casos que identificamos, têm até número do contrato ou da identificação do cliente. E eles estão com a opção para pagamento via Pix para o dinheiro entrar em uma conta do fraudador e não quitar o boleto”, explicou  Assolini.

Ele disse ainda que neste caso, foram detectadas fraudes em faturas remetidas para empresas, porém, Kaspersky já monitora boletos que estão sendo enviados a consumidores residenciais.

Como se proteger?

Sempre se atente ao destinatário da mensagem e a todos os detalhes. Contas de consumo (gás, energia, telefonia) sempre começam com o número 8. Como se trata de uma fatura falsa, o código de barra começa com o número da instituição financeiro na qual a fatura foi gerada.

publicidade

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Paulo Amorim
Paulo Henrique Oliveira é formado em Jornalismo pela Universidade Mogi das Cruzes e em Rádio e TV pela Universidade Bandeirante de São Paulo. Atua como redator do portal FDR, onde já cumula vasta experiência e pesquisas, produzindo matérias sobre economia, finanças e investimentos.