Após 4 anos, taxa TR, atrelada à Poupança e ao FGTS, sai do zero; o que pode mudar para você?

Pontos-chave
  • A Taxa Referencial tem a função de indexar alguns ativos;
  • A atualização do valor da TR acontece diariamente;
  • O Banco Central fica responsável pela atualização da taxa.

Após 4 anos, a Taxa Referencial (TR) sai do zero. O valor passa a ser atualizado diariamente pelo Banco Central. Ela foi criada para basear as demais taxas de juros do país. Atualmente, a taxa Selic realiza a função desta taxa de juros. Apesar disso, a taxa TR ainda é usada como parte da indexação de certos ativos.

publicidade
Após 4 anos, taxa TR, atrelada à Poupança e ao FGTS, sai do zero; o que pode mudar para você?
Após 4 anos, taxa TR, atrelada à Poupança e ao FGTS, sai do zero; o que pode mudar para você? (Imagem: Montagem/FDR)

Taxa Referencial corrige o saldo das contas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). Ela também é utilizada para corrigir alguns investimentos, como a poupança. A A TR ainda tem sido utilizada em algumas modalidades de financiamento imobiliário, e em títulos de capitalização.

Relação da taxa TR com o FGTS

O FGTS está presente nas finanças dos trabalhadores no regime CLT. Mensalmente, a quantia depositada neste fundo é igual a 8% do salário — e possui reajuste mensal no dia 10.

publicidade

Com a taxa TR saindo do zero, o rendimento do FGTS também passa a elevar. O cálculo do fundo é realizado por meio de uma soma de 3% do valor do juros anual mais a TR.

Relação da taxa TR com a poupança

A Taxa Referencial integra o rendimento da poupança. Quando a Taxa Selic está igual ou abaixo de 8,5% ao ano, a poupança passa a render 70% da Selic mais a variação da TR.

quando a Selic está acima de 8,5% ao ano — como ocorre atualmente —, a poupança volta a render pela regra antiga, de 0,5% ao mais a variação da TR. Como a TR varia diariamente, o rendimento mensal também mudará.

De forma prática, ao considerar o histórico da TR — com uma estimativa de da TR de 0,60% a 0,80% ao ano —, o rendimento anual da caderneta ficará entre 6,77% a 6,97% ao ano. O cálculo foi realizado pelo Exame.

A Taxa Referencial altera o rendimento no cálculo da poupança
A Taxa Referencial altera o rendimento no cálculo da poupança (Imagem: Montagem/FDR)

Relação da taxa TR com o financiamento imobiliário

Geralmente, os contratos de financiamento de imóveis usam a TR para atualizar o valor do financiamento. Desse modo, a quantia a ser paga será o valor dos juros fixos mais a Taxa Referencial. Em outras palavras, quem possui esse tipo de contrato, pagará mais.

publicidade

Apesar disso, vale ressaltar que há financiamento que usam outros modelos para o cálculo. Hoje em dia, existem instituições que usam índices de inflação, como o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA).

Relação da taxa TR e o título de capitalização

O título de capitalização rende conforme a TR — que representa o tempo em que o dinheiro ficou aplicado. Mesmo que não seja um investimento, esses títulos são comercializados como uma opção além da poupança, onde a quantia aplicada concorre a sorteio de prêmios.

Como acontece o cálculo da taxa TR?

O Banco Central fica responsável pelos valores da Taxa Referencial. O cálculo acontece diariamente e mensalmente. Para chegar ao resultado, será necessário identificar o valor da Taxa Básica Financeira (TBF).

publicidade

Desde fevereiro de 2018, para efetuar o cálculo, a autoridade monetária se baseia nas taxas de juros das Letras do Tesouro Nacional (LTN).

Para identificar o valor da Taxa Referencial, será preciso realizar a seguinte fórmula:

  • R = a+b x TBF
publicidade

Na qual:

  • “R” é o redutor;
  • “a” é um valor fixo igual a 1,005 (valor definido na criação da TR);
  • “b” depende do valor da TBF (sempre divulgado pelo Banco Central);
  • “TBF” é a Tarifa Básica Financeira (divulgado diariamente pelo BC).

Após encontrar o valor de R, basta substituir os valores na fórmula abaixo e identificar o valor da TR:

publicidade
  • TR = 100 x [ ((1 + TBF)/R) – 1]

Quando o cálculo da Taxa Referencial resulta em valor negativo, o Banco Central considera como zero. Pelo site do BC, é possível encontrar uma calculadora — que possibilita consultar o valor ao longo dos dias.

Taxa TR diária e taxa TR mensal

A medição da TR acontece diariamente. No final do mês, há a possibilidade de encontrar a TR diária e a TR mensal.

publicidade

A TR diária é utilizada para calcular o resgate de algum investimento aplicado durante um tempo menor do que um mês completo. Essa taxa diária ainda tem a função de ser usada para estudos ou estimativas econômicas.

TR mensal considera todas as TRs diárias do mês — sendo usado na correção monetária de investimentos que seguem aplicados ao longo de todos os dias do respectivo mês.

publicidade

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Silvio Souza
Silvio Suehiro Souza é formado em Comunicação Social - Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes (UMC). Desde 2019 dedica-se à redação do portal FDR, onde tem acumulado experiência e vasto conhecimento na área ligada a economia, finanças e investimentos. Além disso, Silvio produz análises sobre produtos e serviços financeiros, sempre prezando pela imparcialidade e informações confiáveis.