MEI vai ter que arcar com valor maior para contribuição mensal; veja tabela

Devido ao reajuste anual aplicado no salário mínimo de 2022 para R$ 1.212, o valor que o Micro Empreendedor Individual (MEI) vai pagar de contribuição também subiu. Agora, conforme definido com base no piso salarial, a cobrança de fevereiro já virá com o pagamento mínimo de R$ 60,60.

MEI vai ter que arcar com valor maior para contribuição mensal; veja tabela
MEI vai ter que arcar com valor maior para contribuição mensal; veja tabela (Imagem: FDR)

A contribuição mensal é uma das obrigações do MEI, apenas com ela é que a empresa fica totalmente regularizada na Receita Federal. E então, o empreendedor consegue exercer seus direitos.

Neste primeiro mês, os contribuintes ainda contarão com o valor vigente em 2021. Pagando no mínimo R$ 55 baseados no salário mínimo daquele ano. Agora, devido ao reajuste anual do piso para R$ 1.212 é que o valor de cobrança foi alterado.

O Documento de Arrecadação Simplificada do MEI (DAS-MEI) deve ser emitido mensalmente no site Portal do Empreendedor, administrado pelo gov.br. Basta informar o número de CNPJ da empresa.

Valor da DAS MEI

Mas afinal, por que o valor foi reajustado? Como se sabe, o reajuste no DAS MEI seguiu o novo salário mínimo de R$ 1.212, mas existe um cálculo específico que justifica como essa conta está sendo feita:

  • 5% do salário mínimo para contribuição ao INSS + valor dos impostos.

No caso da contribuição ao Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), esta é a mesma para todas as categorias. O que muda é valor da cobrança de impostos e o imposto cobrado a depender da categoria da empresa:

  • Empresas ligadas ao comércio e indústria: 5% do salário + R$ 1 do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços);
  • Empresas ligadas a serviços: 5% do salário + R$ 5 do ISS (Imposto sobre Serviços).

O primeiro vencimento com parcela de R$ 60,60 acontece em 20 de fevereiro. 

Por que pagar a contribuição?

Tendo pago a contribuição do DAS, o empreendedor garante que seu CNPJ permaneça ativo. Com isso, pode emitir nota fiscal regularmente, prestar serviços com registro e garantir benefícios do INSS, como:

  • Aposentadoria por idade
  • Aposentadoria por invalidez
  • Auxílio-doença
  • Licença-maternidade
  • Auxílio-reclusão
  • Pensão por morte

Lembrando que esses benefícios necessitam também de carência, conforme as regras estabelecidas pela Previdência Social. Normalmente, são no mínimo 10 contribuições mensais para conseguir auxílios como o salário maternidade e auxílio doença.

Gostou do conteúdo? Siga @fdrnoticias no Instagram e FDR.com.br no Facebook para ver as últimas notícias que impactam diretamente no seu bolso e nos seus direitos.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Lila Cunha
Lila Cunha é formada em jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes (UMC). Atua como repórter especial para o portal FDR. É responsável por selecionar as informações abordadas e garantir o padrão de qualidade das notícias veiculadas. Além disso, trabalha com apuração de hard news desde 2019, cobrindo o universo econômico em escala nacional.