MEI: site é criado para aplicar golpe em cadastros; saiba como se proteger

Com a crise gerada pela pandemia de Covid-19 e a falta de trabalho, muitos brasileiros decidiram se tornar microempreendedor individual (MEI). Diante disso, bandidos criaram uma plataforma para aplicar golpes na criação do cadastro.

publicidade
MEI: site é criado para aplicar golpe em cadastros; saiba como se proteger
MEI: site é criado para aplicar golpe em cadastros; saiba como se proteger (Imagem: montagem/FDR)

Ao criar um cadastro no MEI, o empreendedor pode emitir notas fiscais e ter acesso a diversas facilidades oferecidas pelas instituições financeiras para quem possui CNPJ. Além disso, garante diversos direitos trabalhistas pagos pelo INSS, como aposentadoria.

Diante disso, muito brasileiros, levados principalmente pela crise econômica, têm se tornado MEI. Nesse contexto os golpistas têm criado sites falsos para enganar o cidadão que pretende se tornar MEI. Ao buscar na internet a plataforma de cadastro sites falsos aparecem primeiro que o site governamental.

publicidade

Os golpistas pagam para que seus sites falsos tenham uma visualização privilegiada. Em nota, o Google disse que usa sistemas automatizados e manuais para revisar os anúncios. Além disso, ao identificar uma publicidade que viola as politicas da empresa toma as devidas providências para suspender o anúncio.

A empresa também afirmou que toma providências ao receber denúncias de usuários. Por esse motivo, é importante que ao desconfiar ou identificar uma site falso seja realizada a denúncia na plataforma.

Outra forma encontrada pelos estelionatários é usar a ferramenta QR code para aplicar golpes. Essa direciona, por meio da câmera do celular o usuário, para um site específico. Segundo especialistas é importante conferir o nome da empresa e verificar se aparece a chave de segurança.

A mesma ferramenta está sendo utilizada para aplicar golpes no pagamento pelo PIX. Com a popularização do pagamento instantâneo, criado pelo Banco Central, muitos brasileiros têm usado o sistema para pagar compras diversas.

Sendo assim, a recomendação é conferir se a conta está no nome da empresa antes de confirmar o pagamento. Com esses cuidados é possível evitar cair em golpes digitais e garantir a segurança nas transações financeiras.

Outro golpe aplicado pelos estelionatários são as fraudes ligadas as criptomoedas. O mundo das moedas digitais está cheio de criminosos que se passam pelas empresas que fazem o meio campo entre quem compra e quem vende.

publicidade

Nesse tipo de golpe, os bandidos invadem o computador das vítimas quando elas clicam no link enviado por e-mail, mensagem de aplicativo ou no site. Com isso, o dinheiro das transações é direcionado para uma conta criada pelos criminosos.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Glaucia Alves
Gláucia Alves é formada em Letras-Inglês pela Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE). Atuou na área acadêmica durante 8 anos. Em 2020 começou a trabalhar como corretora de redação. Atualmente, trabalha na equipe do portal FDR, produzindo conteúdo sobre economia e direitos da população brasileira, onde já acumula anos de pesquisa e experiência. Além de realizar consultoria de redação on-line.