Prova de Vida do INSS volta a ser obrigatória a partir de janeiro; veja calendário

Após mais de um ano de suspensão, de março de 2020 a maio de 2021, a prova de vida do INSS volta a ser obrigatória neste mês. O procedimento vale para os aposentados e pensionistas do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) que não realizaram o processo dentro do prazo.

De acordo com o próprio INSS, pelo menos 3,3 milhões de pessoas ainda precisam realizar a comprovação de vida entre os meses de janeiro e abril deste ano. Isso valendo para os vencimentos que aconteceriam 2021, já que os salários começam a ser suspensos em fevereiro. 

A prova de vida é imprescindível para que o Instituto comprove que existe um segurado recebendo o salário que é seu direito. Ou seja, que não estão sendo aplicados nenhum golpe ou fraude.

Calendário prova de vida do INSS

Para aqueles que estão com o processo em dia, pois realizaram em 2021, a prova deve ser feita no mês de aniversário do segurado. Logo, quem nasceu em janeiro já pode realizá-lo.

Aos demais, com o procedimento ainda em atraso, foi definido o seguinte calendário:

  • Prova de vida vencida de novembro de 2020 a junho de 2021: Prazo final de recadastramento: janeiro
  • Prova de vida vencida em julho e agosto de 2021: Prazo final de recadastramento: fevereiro
  • Prova de vida vencida em setembro e outubro de 2021: Prazo final de recadastramento: março
  • Prova de vida vencida em novembro e dezembro de 2021: Prazo final de recadastramento: abril

Consequências de não realizar o procedimento

E quem optou por não fazer a prova de vida do INSS? A primeira consequência é o bloqueio de três meses do salário do segurado. Se dentro do prazo não for feita nenhuma reativação, o benefício será totalmente cancelado.

Para reativar, quando o pagamento ainda estiver suspenso, basta comparecer ao banco que faz o saque do salário e realizar a prova de vida. Quando o benefício é cancelado é necessário agendar o pedido diretamente no INSS.

Como fazer a prova de vida do INSS

Hoje, além da possibilidade de fazer o procedimento presencial no banco em que recebe o seu salário, seja nos guichês de atendimento ou caixa eletrônico, o segurado ainda tem a opção de realizar o processo online.

Para fazer pelo aplicativo do Meu INSS, será preciso ter a biometria facial cadastrada no Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) ou no Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Pessoas com dificuldade de locomoção, e idosos acima de 80 anos, podem fazer a solicitação para visita presencial. O pedido acontece no telefone 135 ou no app Meu INSS.

Gostou do conteúdo? Siga @fdrnoticias no Instagram e FDR.com.br no Facebook para ver as últimas notícias que impactam diretamente no seu bolso e nos seus direitos.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Lila Cunha
Lila Cunha é formada em jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes (UMC). Atua como repórter especial para o portal FDR. É responsável por selecionar as informações abordadas e garantir o padrão de qualidade das notícias veiculadas. Além disso, trabalha com apuração de hard news desde 2019, cobrindo o universo econômico em escala nacional.