Cuidado! Estes são os investimentos que trarão mais riscos em 2022

Pontos-chave
  • Sete tipos de investimentos que devem despertar maior atenção dos interessados no mercado econômico;
  • O dólar, conforme apontou o boletim Focus, pode chegar a R$ 5,57 até o fim de 2022;
  • Cinco passos simples podem te ajudar no caminho dos investimentos, e mais, garantir que tenha mais sucesso.

Já traçou suas metas financeiras para 2022? Entre os grandes indicativos para ter mais abundância na sua renda, está a recomendação de investimentos. Mas, antes de mais nada, o investidor deve estar atento aos possíveis papéis e tipos de aplicações que podem colocar seu dinheiro em risco.

Em 2021 a inflação ficou em 10,18%, e foi um dos assuntos mais falados durante o ano. Isso porque, pôde ser sentida na alta dos alimentos, combustível, conta de energia, valor dos veículos, entre outras valorizações.

De acordo com especialistas ouvidos pela Folha de S.Paulo, para 2022 o real deve ter maior valorização. O dólar, conforme apontou o boletim Focus, pode chegar a R$ 5,57 até o fim de 2022. Enquanto a inflação alcançará 5,03%.

Pensando nisso, especialistas do UOL listaram sete tipos de investimentos que devem despertar maior atenção dos interessados no mercado econômico. Confira a lista completa abaixo:

Investimentos que podem ser um risco em 2022

  • Bitcoin 

No ano de 2021, percebeu-se uma variação intensa no valor das criptomoedas. Hora em alta, hora caindo, os investidores desse segmento passaram por incertezas.

Para 2022, Marcelo Guterman, especialista de Investimentos da Western Asset, conta ao UOL que o bitcoin deve perder apelo. Isso é, não vai despertar tanto interesse da maioria dos investidores. Justamente pelo alto risco, o que pode não compensar considerando que a rentabilidade em outras opções deve subir.

  • Investir na Bolsa de Valores pensando em curto prazo 

De acordo com os especialistas ouvidos pelo UOL, não existem grandes expectativas de que a Bolsa alavanque em 2022. Por isso, investir nesse segmento pensando em receber a curto prazo não é assim tão interessante.

O conselho é entender o mercado, estudar o cenário e só depois escolher os papéis para aplicar. Ficando de olho, por exemplo, na taxa de juros Selic. 

  • Investimento em startups 

Muitos empreendedores, ou aqueles que desejam empreender, buscam startups para aplicar seu dinheiro. Empresas de tecnologia que oferecem um serviço diferente no mercado.

No entanto, Rodrigo Siviéri, professor da Trevisan Escola de Negócios, acredita que esse seja um risco alto. Já que não tem como dizer se este negócio vai mesmo alavancar, ou será só mais uma no catálogo de opções.

  • Ações americanas

Muitos brasileiros preferem investir no exterior, e tudo bem. Acontece que considerando que o dólar e a Bolsa americana estão em uma alta histórica, o Banco Central pode fazer mudanças que vão atingir diretamente esses papéis.

Logo, para evitar os riscos, o conselho é preferir por outras ações que apresentem menos instabilidade.

  • Tesouro Direto 

Embora o Tesouro seja uma das boas alternativas para quem não quer evitar surpresas desagradáveis, a antecipação do saque neste caso pode fazer você perder o seu dinheiro. A justificativa é a oscilação do mercado que deve influenciar na rentabilidade.

  • Poupança 

De acordo com uma pesquisa da Associação Nacional das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (Anbima), divulgada em maio desse ano, haviam pelo menos R$ 1 trilhão investidos em poupança.

Acontece que esse tipo de investimento tem perdido a preferência dos brasileiros, ou pelo menos não tem sido a única opção, porque seu rendimento é muito baixo.

Rendendo menos que 100% da taxa Selic, especialistas acreditam que qualquer outro investimento em renda fixa é melhor do que a poupança.

  • Dólar

Essa opção, na verdade, vale para quem começou a fazer investimentos agora, isto é, os iniciantes. Isso por conta da oscilação do mercado, onde qualquer novidade dentro ou fora do governo pode influenciar no valor final da moeda.

Por isso, o dólar é indicado apenas para o investidor mais agressivo, ou aquele que planeja usar o dinheiro para compromissos futuros.

Primeiros passos antes de investir

Cinco passos simples podem te ajudar no caminho dos investimentos, e mais, garantir que tenha mais sucesso. Em 2022, os brasileiros podem aumentar sua renda desde que tenham disciplina e vontade de crescer.

  1. Estude o tipo de investimento que pretende começar
  2. Procure uma corretora da sua confiança
  3. Separe pelo menos 10% da sua renda para aplicações
  4. Analise o mercado em que pretende investir
  5. Seja cauteloso, tanto com seu dinheiro como qual a aplicação escolhida

Gostou do conteúdo? Siga @fdrnoticias no Instagram e FDR.com.br no Facebook para ver as últimas notícias que impactam diretamente no seu bolso e nos seus direitos.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Lila Cunha
Lila Cunha é formada em jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes (UMC). Atua como repórter especial para o portal FDR. É responsável por selecionar as informações abordadas e garantir o padrão de qualidade das notícias veiculadas. Além disso, trabalha com apuração de hard news desde 2019, cobrindo o universo econômico em escala nacional.