Criptogolpes: corretora de criptomoedas dá golpe; saiba o que aconteceu

Em Campos dos Goytacazes, RJ, a 134ª Delegacia de Polícia de Campos, está investigando um caso de calote financeiro que envolve uma consultora de investimento em criptomoedas, que fica no município. A polícia informou que a investigação começou após as denúncias de pessoas que foram prejudicadas pela empresa e apontaram um casal como proprietários da AC Consultoria e Gerenciamento.

Clique aqui e aperte o botão "Seguir" para você ser o primeiro a receber as últimas informações sobre este assunto no seu celular!

publicidade

O caso segue em fase de apuração. Oito ocorrências já foram registradas na delegacia até o momento e os depoimentos seguem sendo tomados para entender melhor a situação. 

“Um casal seria responsável pela negociação. Ainda não temos o número total de lesados, porque precisamos da ida deles à delegacia. A investigação está em torno de levantar todas as informações e documentos a fim de entender a dimensão do suposto crime”, explicou a assessoria da Polícia Civil.

Uma das pessoas que alega ter sido vítima do golpe é o pastor Fabrício Nogueira, que explicou ao Jornal Terceira Via como conheceu os donos da empresa em 2020.

publicidade

“A empresa tem aproximadamente dois anos. Em setembro de 2020, nós entramos em um sistema chamado Copy Trader. Baixamos um aplicativo no celular, transferíamos o dinheiro para uma corretora chamada Hot Forex e seguíamos o sinal do consultor. As contas de todos os investidores eram espelhadas na conta dele. Tudo o que ele fazia por mês refletia na nossa conta e a nossa porcentagem era baseada nisso”,disse.

Já no começo deste ano, o pastor disse que o sistema mudou. “Quando virou o ano, ele decidiu fazer um contrato. As pessoas transferiam o dinheiro para a conta da empresa e havia o retorno de uma porcentagem de 12% ao mês, através de um contrato reconhecido em firma e cartório. O primeiro contrato foi fechado no dia 9 de abril deste ano; em novembro começaram os problemas”, explicou.

A repercussão do caso G.A.S Consultoria, fez com que muitos investidores ficassem preocupados e retiraram seu dinheiro da empresa. Isto, segundo o pastor, criou um rombo nas contas da empresa e o dono não teve mais como pagar os juros que tinha combinado.

Por fim, Fabrício Nogueira disse que chegou a ser apontado como dono da empresa e reafirmou que seu único vínculo é como cliente.

“Quando iniciaram esses problemas, começaram a me apontar como dono da empresa, dizendo que tenho um apartamento de 2 milhões, um Jet Ski, um carro de 500 mil, que sou milionário, etc. Só que isso não é verdade, porque eu também dou vítima”, desabafa.

O que diz a empresa

A empresa A.C. Consultoria & Gerenciamento Ltda, enviou uma nota oficial para os clientes:

publicidade

A A.C. Consultoria & Gerenciamento Ltda. vem através desta nota comunicar a todos os seus clientes que todos os contratos serão rescindidos. E, quanto aos valores referentes aos mesmo serão devidamente devolvidos no prazo de 90 dias.

Estaremos trabalhando incansavelmente para honrar os pagamentos, tendo a certeza que não descansaremos até que todos os clientes recebam os seus valores investidos.
Informamos que o Sr. Gilson continuará na cidade de Campos dos Goytacazes, estando acessível e com contato semanal com todos os clientes.

Importante dizer que qualquer outra nota emitida por outros meios deve ser considerada falsa, sendo este meio o único e oficial para prestar informações aos clientes e amigos.

publicidade

Agradecemos desde já a compreensão de todos.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Paulo Amorim
Paulo Henrique Oliveira é formado em Jornalismo pela Universidade Mogi das Cruzes e em Rádio e TV pela Universidade Bandeirante de São Paulo. Atua como redator do portal FDR, onde já cumula vasta experiência e pesquisas, produzindo matérias sobre economia, finanças e investimentos.