Pequenos pescadores receberão auxílio alimentação da Furnas em Minas Gerais

Pescadores deverão ser contemplados com benefício social em Minas Gerais. Nessa semana, a empresa Furnas, subsidiária da Eletrobras, informou que acaba de concluir o cadastrado para o programa de assistência aos pequenos piscicultores da agricultura familiar e pescadores artesanais do reservatório de sua usina hidrelétrica. A pasta conta com um investimento de R$ 830 mil.

A pandemia do novo coronavírus afetou milhares de pessoas. Para os pescadores de Minas Gerais, a Furnas estará concedendo um benefício de com ajuda de custo devido a paralisação nas vendas. A previsão é de que cerca de 1.106 profissionais de 29 municípios mineiros sejam contemplados.

Auxílio alimentação para os pescadores

O abono funcionará como uma espécie de auxílio alimentação que investirá R$ 830 mil para esse grupo. A iniciativa vem sendo gerenciada pela Associação de Municípios do Lago de Furnas (Alago) e da Associação dos Municípios da Micreorregião do Médio Rio Grande (Ameg) que habilitaram os pescadores e piscicultores.

Para otimizar o cadastramento, a gestão contou com o apoio dos centros de referência da assistência social de cada município, que fizeram a convocação dos profissionais. Para ter acesso, os critérios eram: comprovar residência, o exercício da atividade e a situação de vulnerabilidade social.

Para justificar a ação, o presidente de Furnas, Clovis Torres, afirmou que a empresa está ciente das dificuldades enfrentadas por esses profissionais que tiveram a produção afetada pelo novo coronavírus e também pela crise hídrica.

Com isso, Torres espera que o programa possa assumir parte dos compromissos destes grupos. O benefício será entregue através de um cartão ao longo das próximas semanas. A população poderá recarregar entre dezembro e janeiro.

O presidente da Alago, Djalma Francisco Carvalho, se pronunciou sobre a proposta, afirmando que toda assistência nesse momento vem sendo bem-vinda para quem não consegue ter uma fonte mínima de renda.

Seguimos otimistas na melhoria das condições para que estas e outras atividades continuem movimentando a economia local”, afirmou Carvalho.

O valor do benefício ainda não foi informado, mas deverá ser publicado em breve, com os demais detalhes de concessão.

Gostou do conteúdo? Siga @fdrnoticias no Instagram e FDR.com.br no Facebook para ver as últimas notícias que impactam diretamente no seu bolso e nos seus direitos.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Eduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestranda em ciências da linguagem na Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo pela mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de assessorar marcas nacionais como Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR, onde já acumula anos de experiência e pesquisas sobre economia popular e direitos sociais.