Após protestos, governo Bolsonaro planeja benefícios para os policiais

Após muitas reclamações de associações de delegados, peritos e agentes da Polícia Federal, o presidente da República, Jair Bolsonaro (PL), planeja instituir benefícios para a categoria. O Chefe do Executivo deve oferecer plano de saúde para policiais da ativa e aposentados.

publicidade

Jair Bolsonaro assumiu o compromisso de assinar o decreto que regulamenta o direito ao plano de saúde para os policiais da ativa e aposentados ainda em dezembro. A assinatura deveria acontecer no dia 8 de dezembro, dia marcado para a inauguração da nova sede da Polícia Federal em Brasília.

Porém, sem a presença do presidente, a Polícia Federal cancelou a inauguração. Com isso, o evento, assim como o anúncio do plano de saúde para a categoria, não tem data para acontecer.

A categoria foi informada, na sexta anterior ao evento, que devido à incompatibilidade na agenda Bolsonaro não poderia comparecer. Na quarta-feira (8), ele esteve em Brasília, mas para realizar reuniões com ministros e participar da solenidade de entrega de medalha da Ordem de Rio Branco no fim do dia.

publicidade

Na ocasião, o presidente iria realizar um gesto direto aos policiais, com o intuito de acabar com as manifestações contra a sua gestão. A categoria alega que após a posse do atual presidente houve perdas salarial e de direitos.

O cancelamento do evento aconteceu em meio à suspeitas de ingerência política em trocas de delegados que ocupavam postos-chave na Polícia Federal. Porém, o diretor-geral do órgão, Paulo Maiurino, negou qualquer interferência e afirmou que “a PF é uma instituição de Estado de não de governo”.

Diante disso, é esperado que seja marcada uma nova data para a inauguração da sede e a assinatura do benefício. Porém, também é esperado que as manifestações da categoria contra a gestão de Bolsonaro continue.

O benefício ainda deve ser criado e usará verbas de um fundo que reunirá os recursos que cada agente recebe da União para o custeio com a saúde. Dessa maneira, o plano de saúde funcionará por meio de esquema de coparticipação.

Clique aqui e aperte o botão "Seguir" para você ser o primeiro a receber as últimas informações sobre este assunto no seu celular!

Sendo assim, os policiais da ativa e aposentados poderão pagar um valor extra por procedimentos específicos, como exames. O benefício foi negociado entre o governo e a categoria e devem contemplar aproximadamente 16 mil policiais.

publicidade

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Glaucia Alves
Gláucia Alves é formada em Letras-Inglês pela Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE). Atuou na área acadêmica durante 8 anos. Em 2020 começou a trabalhar como corretora de redação. Atualmente, trabalha na equipe do portal FDR, produzindo conteúdo sobre economia e direitos da população brasileira, onde já acumula anos de pesquisa e experiência. Além de realizar consultoria de redação on-line.