Relatório Payroll dos EUA traz a criação de 210 mil vagas no país

Em novembro, a economia dos Estados Unidos criou 210 mil empregos não-agrícolas. Os dados fazem parte do relatório Payroll dos EUA, do Departamento de Trabalho, divulgado nesta sexta-feira (3). O resultado foi abaixo do projetado pelos economistas, de geração de 550 mil empregos no período.

Relatório Payroll dos EUA traz a criação de 210 mil vagas no país
Relatório Payroll dos EUA traz a criação de 210 mil vagas no país (Imagem: Montagem/FDR)

Segundo o Departamento do Trabalho, a desaceleração mais notável aconteceu nas vagas de varejo. Os resultados dessa pesquisa não foram impactados pelo ambiente causado pela nova variante do coronavírus, a ômicron. Isso porque os dados são coletados na semana do dia 12 do respectivo mês.

Em novembro, a taxa de desemprego diminuiu de 4,60% para 4,20%. Os analistas esperavam que a taxa mensal fosse de 4,5%. Já a taxa de ocupação — que estava estagnada nos meses anteriores — aumentou de 61,60% para 61,80%. O consenso dos economistas era de 61,70%.

O aumento dos salários foi abaixo do projetado pelos economistas. No mês, o salário médio por hora teve um crescimento anual de 4,8%. Os analistas esperavam que a elevação fosse de 5%.

O relatório de empregos não-agrícolas ainda revisou para cima os números de outubro. O Departamento de Trabalho indicou que houve a geração de 546 mil vagas de trabalho. Anteriormente, o número indicado era de 531 mil.

Relatório Payroll dos EUA pode dificultar decisão do Federal Reserve

Por conta deste resultado do mercado de trabalho dos Estados Unidos em novembro, o Federal Reserve (Fed) poderá ter uma decisão mais difícil sobre os juros — que acontecerá neste dia 15.

Os investidores passam a projetar que, diante do mercado menos aquecido, o Fed poderá manter o ritmo de retirada dos estímulos monetários. Com isso, seria evitado um adiantamento da subida da taxa de juros.

No início desta semana, o presidente do Fed, banco central dos Estados Unidos, Jerome Powell, havia indicado que a inflação pode ter deixado de ser temporária. Diante disso, ele declarou que poderia ser necessário avançar na retirada de estímulos.

Ao Financial Times, a dirigente da distrital de Cleveland, Loretta Mester, alegou que possíveis surtos graves da nova variante do covid-19 poderiam piorar a elevação dos preços. Como resultado, a mão de obra poderia se tornar mais escassa.

Gostou do conteúdo? Siga @fdrnoticias no Instagram e FDR.com.br no Facebook para ver as últimas notícias que impactam diretamente no seu bolso e nos seus direitos.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Silvio Souza
Silvio Suehiro Souza é formado em Comunicação Social - Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes (UMC). Desde 2019 dedica-se à redação do portal FDR, onde tem acumulado experiência e vasto conhecimento na área ligada a economia, finanças e investimentos. Além disso, Silvio produz análises sobre produtos e serviços financeiros, sempre prezando pela imparcialidade e informações confiáveis.