Atrasados do INSS repassam R$ 1,3 bilhões; veja como consultar se foi contemplado

Os aposentados e pensionistas que ganharam o processo contra o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) e tiveram a emissão da ordem de pagamento realizada pelo juiz em outubro de 2021, devem receber o seu dinheiro. Neste lote pelo menos R$ 1,3 bilhões serão repassados. 

Atrasados do INSS repassam R$ 1,3 bilhões; veja como consultar se foi contemplado
Atrasados do INSS repassam R$ 1,3 bilhões; veja como consultar se foi contemplado (Imagem: FDR)

Na segunda-feira (22), a Justiça federal liberou R$ 1,33 bilhão em atrasados para 73.198 segurados que ganharam 71.852 processos.

O pagamento será realizado para aqueles que receberão o dinheiro por meio das RPVs (Requisições de Pequeno Valor), com valor de até 60 salários mínimos, ou seja, R$ 66 mil em 2021. 

O que são os atrasados do INSS?

Os atrasados são valores retroativos e acumulados que os segurados podem receber do Instituto. 

Caso o instituto demore para fazer a análise da solicitação, e o benefício seja concedido, o segurado poderá receber o valor retroativo desde a DER.

Quem pode receber?

Todos os segurados que pediram a concessão de um benefício previdenciário ou revisão e conseguiram resultado positivo podem receber os atrasados.

Consulta dos precatórios 

Os segurados devem realizar a pesquisa no site do TRF (Tribunal Regional Federal) responsável pelo processo, de acordo com a região em que mora. Após isso é só seguir o passo a passo abaixo:

  • No site, procure por “Consulta processual”;
  • Clique na setinha ao lado de “Número do processo” e selecione a opção “Requisições de pagamento”;
  • Clique em “Consultas por OAB, Processo de origem, Ofício Requisitório de origem ou Número de protocolo”;
  • Informe seu CPF, OAB do advogado responsável ou o número do processo e clique em “Não sou um robô”;
  • Em seguida, clique em “Pesquisar”;
  • Pronto! 

Aqueles que vão receber mais de 60 salários

Os segurados que os atrasados são maiores que 60 salários mínimos recebem o dinheiro por meio dos precatórios, que depende da liberação anual do governo federal.

Para esses, a Comissão Mista de Orçamento (CMO) liberou uma consulta dos processos para o pagamento em 2022. Entra na lista quem teve a ordem de pagamento emitida pelo juiz entre os dias 2 de julho de 2020 e 1º de julho de 2021.

A estimativa é que o governo federal gaste R$ 89 bilhões com precatórios, parte deles previdenciários.

Gostou do conteúdo? Siga @fdrnoticias no Instagram e FDR.com.br no Facebook para ver as últimas notícias que impactam diretamente no seu bolso e nos seus direitos.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Jheniffer Freitas
Jheniffer Aparecida Corrêa Freitas é formada em Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes. Atuou como assessora de imprensa da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo e da Secretarial Estadual da Saúde de São Paulo. Há dois anos é redatora do portal FDR, onde acumula bastante experiência em produção de notícias sobre economia popular e finanças.