Crise! Para retirar Cartão Cidadão famílias aguardam 4 horas na fila

Na capital do Estado do Rio Grande do Sul (RS), em Porto Alegre, várias famílias em situação de vulnerabilidade social permaneceram por cerca de quatro horas em extensas filas para obter o Cartão Cidadão. A ferramenta é essencial para receber um benefício no valor de R$ 400 oferecido pelo governo estadual. 

Trata-se da devolução anual do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) para famílias de baixa renda. A espera aconteceu em virtude do atendimento ao ar livre.

Além do que, as entregas do Cartão Cidadão acontecem por ordem alfabética, fator que tem gerado aflição e ansiedade nos beneficiários. 

Na oportunidade, a Secretaria da Fazenda explica que a cidade de Porto Alegre reúne o maior público beneficiado pela iniciativa, motivo pelo qual a procura pelo Cartão Cidadão foi numerosa já nas primeiras horas da manhã de ontem (22).

Posteriormente, a situação se tranquilizou no período da tarde, enquanto 70 servidores públicos foram designados para auxiliar no atendimento. 

Para ser mais preciso, 53 mil famílias residentes em Porto Alegre têm direito a receber a devolução do ICMS por meio do Cartão Cidadão. As entregas tiveram início na última quinta-feira, 19, no Ginásio Gigantinho, situado na Avenida Padre Cacique, no bairro Praia de Belas. 

Porém, mesmo visualizando a quantidade de pessoas na fila de espera pelo documento, há quem diga que o método aplicado pelo governo estadual é desumano.

Carla de Oliveira, de 48 anos de idade, que também estava em busca do Cartão Cidadão disse que muitas pessoas precisam do dinheiro desta restituição, mas não possuem condições para largar os compromissos e permanecer horas na fila. 

Carla está desempregada, o que facilitou a permanência na fila com a companhia da irmã. Contudo, elas precisaram chegar no local às 09h30 para pegar a fila, e só foram liberadas por volta das 13h.

Ela ainda contou que precisou gastar quatro passagens de ônibus para ir da casa dela no bairro Passo das Pedras até o Gigantinho para retirar o Cartão Cidadão

“Tem gente passando mal, criança chorando, gente com fome e com sede. As pessoas estão aqui porque precisam, e não porque gostam. Mas ficar esperando no mormaço não é fácil”, relatou em entrevista reproduzida no GZH.

Toda essa luta gira em torno de parcelas trimestrais de R$ 100 ao longo do ano, até que a quantia integral de R$ 400 pela restituição do ICMS seja paga.

Quem tiver dúvidas ou curiosidade, pode acessar a página do benefício na internet, digitar a data de nascimento e o número do Cadastro de Pessoa Física (CPF) para conferir o direito ao valor. 

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Laura Alvarenga
Laura Alvarenga é graduada em Jornalismo pelo Centro Universitário do Triângulo em Uberlândia - MG. Iniciou a carreira na área de assessoria de comunicação, passou alguns anos trabalhando em pequenos jornais impressos locais e agora se empenha na carreira do jornalismo online através do portal FDR, onde pesquisa e produz conteúdo sobre economia, direitos sociais e finanças.