Pagamento por cartão cresce e faz movimentação bilionária no 3° trimestre

No terceiro trimestre deste ano, a soma dos valores de compras realizadas com cartão de crédito, débito e pré-pagos atingiram R$687,3 bilhões, um montante 35,8% maior que o contabilizado no mesmo período do ano passado, momento em que a economia era fortemente atingida pela pandemia do coronavírus.

Os dados foram divulgados pela Abecs (Associação Brasileira das Empresas de Cartões de Crédito e Serviços) nesta semana.

Foram efetuadas ao todo, 8,2 bilhões de transações com cartão entre os meses de julho e setembro de 2021, o que representa quase 63 mil transações por minuto, 39,1% a mais do que no mesmo período de 2020.

O maior valor transacionado no terceiro trimestre foi movimentado pelos cartões de crédito, um montante de R$420,1 bilhões, representando crescimento de 42,2%.

Na sequência aparece o cartão de débito, com um montante de R$235,3 bilhões, um aumento de 18,6%. Por fim o cartão pré-pago movimentou R$31,9 bilhões, uma alta de 153,6%.

“O resultado mostra que o setor continua em trajetória de forte expansão, acompanhando o crescimento do consumo de bens e serviços, à medida que avança a vacinação da população, permitindo maior redução das medidas restritivas em combate à pandemia de covid-19”, ressaltou a Abecs, em nota.

Considerando o acumulado do ano, entre janeiro e setembro, a soma dos valores dos pagamentos efetuados com cartões foi de R$ 1,8 trilhão, um aumento de 34,1% em comparação com o mesmo período do ano anterior. 

Com relação a quantidade de transações, somadas, todas as modalidades de cartão registraram 21,8 bilhões de pagamentos, com avanço de 33,6%.

Compras na internet 

O balanço da Abecs revelou ainda que o uso de cartões na internet para compras e em aplicativos movimentou R$146,5 bilhões durante o terceiro trimestre, um crescimento de 16,2%.

Considerando o acumulado do ano, até setembro, o montante transacionado atingiu a R$ 401,7 bilhões, um aumento de 30,9% em comparação ao mesmo período do ano passado.

Segundo a entidade, os pagamentos não presenciais respondem atualmente  por cerca de 35% de todos os gastos efetuados com o cartão de crédito.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Paulo Amorim
Paulo Henrique Oliveira é formado em Jornalismo pela Universidade Mogi das Cruzes e em Rádio e TV pela Universidade Bandeirante de São Paulo. Atua como redator do portal FDR, onde já cumula vasta experiência e pesquisas, produzindo matérias sobre economia, finanças e investimentos.