Como agendar perícia médica do INSS e garantir pagamento sem cortes

O Instituto Nacional do Seguro Social está realizando o pente fino dos benefícios. Estão na mira o Auxílio doença, o BPC e a aposentadoria por invalidez. Esses precisam realizar a perícia médica do INSS para garantir a continuidade do pagamento.

Como agendar perícia médica do INSS e garantir pagamento sem cortes
Como agendar perícia médica do INSS e garantir pagamento sem cortes (Imagem: FDR)

O pente fino tem como intuito evitar fraudes e pagamentos indevidos. Segundo o instituto, o pente fino irá convocar até o fim deste ano mais de 170 mil beneficiários, com suspeitas de irregularidades.

O foco do pente fino são os benefícios por incapacidade temporária (Auxílio doença), o BPC (Benefício de Prestação Continuada) e a aposentadoria por invalidez com a perícia médica do INSS, ou documentação desatualizada há mais de seis meses.

Até o momento, mais de 95 mil segurados foram notificados para a realização da perícia médica do INSS ou para o envio de documentação. Esses têm até 60 dias, após receber a notificação, para realizar o pedido.

As convocações estão acontecendo por meio de carta, mensagens de texto (pelo número 280-41) ou pelo aplicativo Meu INSS. Para a perícia médica do INSS é necessário fazer o agendamento para o atendimento no site/aplicativo Meu INSS ou pela Central Telefônica 135.

Agendar perícia médica do INSS na plataforma digital

  • Acesse o site Meu INSS;
  • Clique em “Agendamentos/Solicitações”;
  • Escolha o benefício;
  • Confira os dados de contatos;
  • Escolha a agência do INSS, data e horário.

Agendar perícia médica na Central 135

Ao ligar para central, o segurado deve informar para qual benefício deseja atendimento. Após isso, basta informar que a ligação é para o agendamento de perícia e escolher o local, data e hora do procedimento.

Documentos para a perícia médica do INSS

  • Documento de identidade e o CPF;
  • Comprovante de residência;
  • Atestado médico que conste a CID (Classificação Estatística Internacional de Doenças e Problemas Relacionados com a Saúde) e tenha assinatura, carimbo e endereço do profissional;
  • Carteiras de Trabalho e/ou Carnês de Recolhimento;
  • ASO emitido pelo médico do trabalho, em que se atesta a condição de saúde do trabalhador;
  • Carta elaborada pela empresa em se declare o último dia de trabalho;
  • Exames de sangue e de imagem que comprovem a doença ou lesão;
  • Todas as receitas que indiquem a medicação utilizada pelo paciente.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Glaucia Alves
Gláucia Alves é formada em Letras-Inglês pela Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE). Atuou na área acadêmica durante 8 anos. Em 2020 começou a trabalhar como corretora de redação. Atualmente, trabalha na equipe do portal FDR, produzindo conteúdo sobre economia e direitos da população brasileira, onde já acumula anos de pesquisa e experiência. Além de realizar consultoria de redação on-line.